Preços de mensalidade de universidades assustam alunos em Niterói

Que a cidade de Niterói, com uma população atual de 497.883, é considerada uma cidade universitária todo mundo sabe. De acordo com dados do IBGE, cerca de 70 mil estudantes de sete universidades, públicas e privadas, movimentam a economia da cidade, que já possui 30% dos moradores com o nível superior completo. Apesar dos números mostrarem uma boa vontade do niteroiense em obter o diploma universitário, o preço cobrado por alguns cursos assustam e derrubam o sonho de muita gente.

Nas principais universidades privadas da cidade, como Estácio de Sá, Salgado de Oliveira (Universo), ambas no Centro, e UniLasalle, em Icaraí, a diferença no valor das mensalidades cobradas nos cursos mais procurados – Direito, Administração e Engenharia de Produção – chegam a 125%, tendo a universidade da Zona Sul os maiores valores de todos cursos pesquisados, dificultando muita das vezes o sonho de muitos alunos.

“Eu mesmo sinto dificuldades de pagar a mensalidade aqui da universidade. Meus pais são do Governo do Estado e estão com os salários atrasados, ou seja, preciso sempre renegociar, caso contrário já teria desistido, acredito que o valor dos cursos deveriam passar por uma reformulação e acompanhar o momento de crise do país. É impossível pagar mais de mil reais em uma mensalidade”, disse uma aluna do curso de Direito da Unilassale.

Quando comparados, os valores assustam. No curso de Direito da Unilasalle, a mensalidade custa R$ 1.543, enquanto na Universo o mesmo curso, com o mesmo tempo de duração, sai a R$ 790, uma diferença no bolso de 71%. Na Estácio de Sá, cursar Direito custa R$ 899 por mês.

O susto na hora de pagar as mensalidades também segue no curso de Administração. Enquanto na Unilassale o valor das mensalidades é de R$1.387, na Universo o valor é de R$ 700, ou seja, uma diferença de 98%. Na Estácio o custo mensal é de R$ 759.

No curso de Engenharia de Produção, com duração de cinco anos, o profissional após formado será responsável por garantir a eficiência dos processos produtivos, além de manter baixos os custos de produção de uma empresa ou indústria. Mas para isso acontecer é preciso preparar o bolso e mais uma vez a Unilassale está no topo das mensalidades mais caras. Na universidade da zona sul, o curso tem preços iniciais fixados em R$ 1.527. Nas universidades do Centro, a Universo cobra valores mensais de R$ 678, surpreendentes 125% de diferença, enquanto a Estácio de Sá oferece mensalidades iniciais de R$ 959.

Procurado para falar sobre os preços abusivos nas mensalidades dos cursos oferecidos em Niterói, o Procon orientou os estudantes a pesquisarem os preços antes de se matricularem, uma vez que as instituições são livres para definir os valores dos cursos. A direção do Unilasalle foi procurada pela reportagem, mas não foi localizada até o fechamento desta edição.

Fonte: Jornal A Tribuna Niterói – Repórter: Geovanne Mendes

Notícias Relacionadas