Procon Estadual autua restaurantes na Zona Sul e papelarias em São Gonçalo nesta terça-feira

O Procon Estadual retornou a São Gonçalo, nesta terça-feira (30/01), a quatro papelarias anteriormente fiscalizadas para verificar se as irregularidades apontadas pelos fiscais haviam sido sanadas. Além disso, foram fiscalizados quatro restaurantes no Leme e em Copacabana. No total, seis estabelecimentos apresentaram irregularidades. Foram descartados 39kg e 920g de produtos impróprios ao consumo armazenados nos restaurantes. 

Entre os restaurantes vistoriados, o D´Amici, localizado na Rua Antônio Vieira, 18, no Leme, os fiscais encontraram armazenados 2kg de molho madeira e 790g de cereja em conserva vencidos, além de outros produtos cuja data de vencimento não estava especificada: 1kg e 400g de frutos do mar, 1kg e 500g de azeitonas fatiadas, 600g de maionese e 400g de alcaparras. Os fiscais também constataram que as condições de higiene da cozinha eram precárias: havia pisos rachados, ferrugem nas câmaras resfriadas, ralo sem tampa e sem tela protetora e ausência de ralos sifonados, além do fato do acionamento por pedal da lixeira estava quebrado.

As irregularidades, encontradas em fiscalizações anteriores, foram sanadas pelas papelarias Enfoque (Rua Feliciano Sodré, 137 – Centro) e Falcão (Rua da Conceição, 212 – Centro), ambas em São Gonçalo.

Balanço da Fiscalização:

1 – Safarana Papelaria (Av. Dezoito do Forte, 170 – Centro – São Gonçalo): Ausência de Alvará de funcionamento. Ausência de Certificado do Corpo de Bombeiros.

2 – D´Amici (Rua Antônio Vieira, 18 – Leme): Produtos vencidos: 790g de cereja em conserva; 2kg de molho madeira. Sem especificação de vencimento: 1kg e 400g de frutos do mar; 1kg e 500g de azeitonas fatiadas; 600g de maionese; 400g de alcaparras. Condições de higiene da cozinha eram precárias. Havia pisos rachados, ausência de ralos sifonados, ferrugem nas câmaras resfriadas, ralo da câmara sem tampa e sem tela protetora. O acionamento da lixeira por pedal estava quebrado.

3 – Galeria de Arte e Cafeteria 1618 (Rua Gustavo Sampaio, 840 – Leme): Produtos vencidos: 1kg de feijão; 1kg de ketchup; 1kg e 500g de alcaparras; 500g de azeitonas. Sem especificação de vencimento: 500g de ketchup; 2kg de maionese. Ausência do Certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência do Certificado de dedetização.

4 – Restaurante Martinez (Av. Atlântica, 979 – Copacabana): Produtos vencidos: 564g de fígado bovino. Sem especificação de vencimento: 2kg e 300g de vôngole; 700g de frutos do mar; 330g de empanada de muçarela; 9kg e 300g de carne moída; 9kg e 600g de carne seca; 500g de orelha; 2kg de pé de porco; 2kg de paio. Ausência do Certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência do Certificado de dedetização.

5 – Papel e Arte (Rua da Conceição, 99 – Centro – São Gonçalo): Ausência do Certificado do Corpo de Bombeiros.

6 – Salomé Bistrô (Av. Atlântica, 994 – Copacabana): Ausência do Certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência do Livro de Reclamações do Procon Estadual. Ausência do cartaz do Disque 180, do combate à violência contra a mulher. Ausência do cartaz do Disque 151, de denúncias do Procon Estadual. Ausência do Código de Defesa do Consumidor.

Notícias Relacionadas