Procon Estadual informa preços de pescados para Semana Santa

Divulgação

Divulgação

Para orientar e informar os consumidores sobre a compra de pescados para a Semana Santa, o Procon-RJ realizou um levantamento de preços entre os dias 22 de março e 17 de abril. O trabalho foi realizado em supermercados e peixarias do Rio e de Niterói, totalizando 14 estabelecimentos comerciais, onde foram pesquisados um total de 16 tipos de pescados. 

O bacalhau, iguaria da Sexta-Feira Santa no Brasil, é um dos destaques da lista, que conta também com o Saithe, peixe similar e mais barato, mas, ao contrário do que muitos pensam, não é bacalhau. O Mercado São Pedro, tradicional ponto de venda de pescados em Niterói, está presente na relação com cinco estabelecimentos pesquisados.   

O assessor de estudos e pesquisas do Procon-RJ, Salvador de Mattos Fortes Neto, também nutricionista, informa alguns cuidados e dicas a serem observadas na hora de comprar o pescado: “É necessário e de vital importância sempre verificar a qualidade dos peixes no momento da compra. Há algumas características sensoriais que o consumidor deve se atentar. Na aparência, é importante que o peixe esteja isento de indícios de decomposição, como coloração diferente do padrão da espécie, e danos externos. As brânquias precisam ter coloração entre rosada e vermelho acentuado, além de serem úmidas e brilhantes. A estrutura que protege as brânquias precisa possuir rigidez, apresentando resistência ao ser aberto. As escamas não podem estar viscosas, devendo possuir brilho metálico, e serem translúcidas, além de estar grudadas à pele. Os olhos do peixe devem ser brilhantes e protuberantes. A pele tem de apresentar adesão, tensão e umidade”. 

O Procon-RJ não se responsabiliza pelos preços informados, que refletem o valor praticado no momento da coleta, podendo sofrer variações para mais ou para menos com a proximidade da semana santa, já que tais produtos não são tabelados.  

Notícias Relacionadas