Professor é alvo de racismo em colégio de Niterói

Foto: Divulgação

Em uma época em que diversas manifestações acontecem ao redor do mundo contra o racismo, um novo caso de discriminação aconteceu justamente no Brasil. Um aluno praticou atos de racismo contra um professor durante uma aula online do Colégio La Salle Abel, um dos mais tradicionais de Niterói. O profissional foi chamado de “macaco” no último dia 18, mas o caso ganhou as redes sociais apenas neste domingo (28).

O caso aconteceu durante uma aula de História ao 7° ano do Ensino Fundamental. As ofensas foram feitas durante o momento de interação para que alunos pudessem sanar dúvidas durante a aula. O aluno que proferiu as ofensas foi reprimido pelos próprios colegas.

Segundo pais de alunos, a escola apenas emitiu uma nota de repúdio por e-mail para os pais. A nota não foi divulgada para a imprensa. “Mas acho pouco, porque esse caso tem que servir de exemplo para que outros não voltem a acontecer. O professor tem total apoio dos pais e responsáveis. Os alunos também ficaram muito indignados. Foi um caso muito chocante. Ele é um professor muito tranquilo, educado e calmo”, contou a dona de casa Cláudia Abreu, a um portal de notícias da cidade.

Nas redes sociais, Renata Motta foi uma das que expôs o caso. “Professor de colégio particular de Niterói é vítima de racismo após ofensas de aluno do 7º ano. E? Colégio La Salle Niterói só isso? É preciso mais! Pais e alunos que ainda não entenderam que o RACISMO existe! E, ofende! Precisam ser punidos conforme a LEI! Chega de desculpas! É preciso punição!”, publicou, ao reproduzir um print do e-mail enviado pela instituição.

O Colégio La Salle Abel, procurado por nossa reportagem, disse que está preparando um novo comunicado à imprensa e enviou a nota anteriormente enviada aos pais e responsáveis. No texto, assinado pelo diretor Prof. Dr. Jardelino Menegat, a instituição manifesta repúdio pelo ocorrido, diz se solidarizar com o professor e que tomou medidas cabíveis.

“Informamos, ainda, que os fatos ocorridos foram devidamente apurados e, consequentemente, as medidas cabíveis foram tomadas. Dessa forma, o Colégio La Salle Abel reafirma o seu compromisso ético e se manifesta energicamente contra o comportamento preconceituoso e discriminatório ocorrido”, diz o texto.

Confira a nota da escola na íntegra:

“Estimados alunos, pais e responsáveis, saudações lassalistas!

A Direção do Colégio La Salle Abel tomou ciência, por meio da coordenação pedagógica dos Anos Finais e vem, por intermédio desta nota, manifestar seu repúdio, bem como a preocupação, diante do lastimável comportamento ocorrido no âmbito deste Colégio.

No dia 18 de junho de 2020, aproximadamente às 12h, durante a aula online de História, um aluno do 7º ano enviou, via chat da plataforma disponibilizada, palavras de cunho racista direcionadas ao professor José Nilton Júnior, fato assistido pelos demais alunos do 7º ano.

Ressaltamos que a Direção e toda a equipe pedagógica do Colégio La Salle Abel estão irresignados com o fato ocorrido e nos solidarizamos com o professor José Nilton Júnior.

O Colégio La Salle Abel repudia, de forma veemente, toda e qualquer forma de preconceito. Esse comportamento execrável compõe de maneira indelével o racismo estrutural que funde a sociedade brasileira e, portanto, merece atenção redobrada, tendo em vista os crescentes casos dessa modalidade de preconceito no país.

O ato de discriminar fere os princípios da dignidade da pessoa humana e viola os Direitos Humanos. Por isto, precisamos realizar um forte trabalho de conscientização em casa e no colégio, combatendo atitudes de preconceitos nos diferentes espaços que ocupamos, inclusive no ambiente virtual.

A Rede La Salle, presente em mais de 80 países, tem a missão de formar cristã e integralmente crianças, jovens e adultos com ações educativas de excelência, pautadas em vários princípios, dentre as quais se destacam: a Igualdade, a Ética, a Inclusão e o respeito às diversidades. Logo, não podemos tolerar quaisquer comportamentos que possam ir, direta ou indiretamente, de encontro a tais princípios.

Informamos, ainda, que os fatos ocorridos foram devidamente apurados e, consequentemente, as medidas cabíveis foram tomadas.

Dessa forma, o Colégio La Salle Abel reafirma o seu compromisso ético e se manifesta energicamente contra o comportamento preconceituoso e discriminatório ocorrido.

Finalmente, o Colégio La Salle Abel vem declarar total apoio e solidariedade ao Professor Mestre José Nilton Júnior, além do profundo carinho, admiração, respeito e afeto.”

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.