Próximo ao segundo turno, TSE tenta reverter a proliferação de Fake News

Foto: Evaristo Sá/AFP/07-10-2018

Foto: Evaristo Sá/AFP/07-10-2018

A Ministra Rosa Weber deve se encontrar nesta terça-feira (16/10) com os representantes das campanhas de Jair Bolsonaro e Fernando Haddad para conter a proliferação de notícias falsas. Ontem, junto ao Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, a ministra discutiu medidas de segurança no segundo turno do pleito.

Um aplicativo será criado para que mesários possam relatar casos de irregularidades no dia da votação e técnicos do Tribunal Superior Eleitoral irão trabalhar dentro do Centro de Comando e Controle para investigar possíveis fake news. Entretanto, será necessária autorização direta da Justiça Eleitoral para iniciar as averiguações de cada caso.

Em um desses casos, o ministro do TSE, Carlos Horbach, determinou a remoção de vídeos das redes sociais do candidato pelo PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, onde o capitão da reserva atribui ao livro Aparelho Sexual e Cia, da editora Companhia das Letras, desde 2016, como sendo parte do “kit gay”, disseminando a falsa ideia de que o livro seria entregue às escolas públicas.

O candidato pelo PT, Fernando Haddad tentou, na semana passada, propor um compromisso de campanha junto à Jair Bolsonaro para reprimir a onda de fake news espalhadas pela internet, solicitando a lisura na reta final das eleições, porém Bolsonaro recusou-se a assinar e chamou Haddad de “canalha”.

Notícias Relacionadas