Renatinho da Oficina, vereador de Niterói, afirma ser candidato a deputado estadual

O vereador de Niterói, Renatinho da Oficina (PTB), anunciou esta semana que pretende disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro nas eleições do ano que vem. Em entrevista ao Jornal A Tribuna de Niterói, Renatinho revelou articulações com lideranças de outros partidos.

“Na próxima eleição entrarão apenas 69 deputados e nas nossas contas identificamos 32 deputados na Alerj que não vão mais participar da campanha, porque não podem vir como candidato ou porque sairão para federal, ou seja, quem tiver mais de 25 mil votos tá dentro”, pontuou.

Renatinho é conhecido em Maricá por sua relação com o ex-prefeito Washington Quaqua. Nas eleições de 2016, ele teria recebido apoio do ex-prefeito. O vereador chegou a participar do da Frente Esquerda Socialista encabeçada por Quaqua.

Na Câmara de Niterói, Renatinho afirma ser um dos mais atuantes. Segundo ele, já apresentou quase 600 indicações legislativas. Renatinho também fez parte do governo do prefeito Rodrigo Neves (PV) como Secretário Regional de Rio do Ouro.

O vereador pretende pautar sua atuação como deputado no conhecimento político da região, onde tem sua base de votos na divisa dos bairros Maria Paula e Rio de Ouro. “Só ali vamos sair adiantado, tenho 40 mil votos do lado de São Gonçalo e 12 mil votos do lado de Niterói e ainda mais uns 5 mil votos em Maricá”, explicou.

O vereador ressaltou que agora chegou sua vez. “Não vou abrir mão de ser deputado estadual. Até porque minha candidata no ano passado foi a Rosangela Zeidan (PT) e hoje, com outro pensamento, meu grupo pediu para eu vir como pré-candidato. Sei que o prefeito Rodrigo Neves terá o seu candidato, mas com o apoio dele ou não, sou pré-candidato”, disse.

Renatinho destacou projetos apresentados que hoje são referência na cidade como o caso da atleta Juliana “Farolho” Conceição, de 17 anos, moradora do Caramujo, que graças aos trabalhos de incentivos vai competir pela primeira vez na Copa do Mundo de 2017, de Futebol na Noruega.

Na educação, o vereador que visitou Cuba, elogiou o sistema de educação do país por reduzir a vulnerabilidade de crianças. “Você não vê as crianças abandonadas no país comunista. Vi uma organização no ensino integral impressionante”, disse.

Ele afirma que quer ser deputado para cuidar da saúde de Niterói. “O deputado hoje tem muita força e quero usar essa força para ajudar o Hospital Azevedo Lima, por exemplo, que não funciona redondo. Vou atuar através da prevenção e manter os postos de saúde humanizados”, acrescentou.

MaricaErreJota com informações do Jornal A Tribuna

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.