Rio é o estado com mais registros de crimes eleitorais, diz PF

Foto: Divulgação / Polícia Federal

Foto: Divulgação / Polícia Federal

O Rio de Janeiro é o estado com mais registros de crimes eleitorais neste ano, segundo a Polícia Federal. Foram, do início do ano até a presente data, 533 inquéritos abertos, bem a frente do segundo colocado, o Ceará, com 100 inquéritos envolvendo ações eleitorais abertos em 2018.

Dos mais de 1650 inquéritos abertos pela Polícia Federal neste ano envolvendo crimes eleitorais, 62% são referentes à falsidade ideológica com fins eleitorais, ao omitir informações em documentos, e 13% são ligados à compra de votos.

A Polícia Federal informou ainda que a expectativa é que 40% dos crimes eleitorais do ano ocorram na semana anterior ao dia da votação, principalmente os casos de boca de urna, transporte irregular de eleitores e propaganda ilegal.

Visando coibir essas práticas, foi inaugurado nesta segunda-feira (01/10), em Brasília, um Centro Integrado de Comando e Controle das Eleições Gerais de 2018.

O centro fica dentro da Polícia Federal e reúne outras 14 instituições, entre elas, as Forças Armadas, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o Ministério Público e o Tribunal Superior Eleitoral.

O espaço vai monitorar a movimentação dos candidatos e toda a segurança da votação. Funcionará até o dia 8, um dia depois o primeiro turno. Depois, o centro reabre no dia 22 de outubro e funcionará até o dia 29 de outubro, logo após o segundo turno.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, ressaltou que o centro é nos mesmos moldes dos criados durante a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Jungmann também informou que a estrutura montada servirá para monitorar o surgimento de notícias falsas, ou fake news, além de levantar informações da influência de organizações criminosas na votação.

Notícias Relacionadas