Samu Maricá recebe novas ambulâncias; Itaipuaçu ganhará base

Duas novas ambulâncias, adquiridas com recursos próprios da Prefeitura de Maricá, foram entregues ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Maricá na manhã desta terça-feira (01). Estiveram presentes na cerimônia de entrega o prefeito Fabiano Horta, o presidente da Câmara de Maricá Aldair de Linda e a secretária de Saúde do município, Simone Costa.

A entrega das ambulâncias já haviam sido anunciadas por Aldair na sessão ordinária da Câmara de Maricá do dia 25/09. Um dos veículos conta com equipamentos como desfibrilador e respirador. “Hoje foi um dia vitorioso. Chegaram mais duas ambulâncias do Samu adquiridas com recursos próprios do município. Sabemos que no final de ano cresce o número de turistas em Itaipuaçu e, consequentemente, o índice de acidentes. Agora, com essas duas ambulâncias, vamos conseguir atender mais rapidamente a população dessa localidade”, comentou nas redes sociais.

“Esta entrega de hoje (terça-feira, dia 01/10) nos permite projetar a futura base já com uma dessas ambulâncias novas. A frota é de um desgaste constante e precisávamos modernizar para que nosso Samu continue sendo a referência que sempre foi. É importante manter essa estrutura porque é na hora do desastre que o alento às vítimas e suas famílias precisa chegar”, ressaltou o prefeito de Maricá Fabiano Horta.

Aldair também havia informado que pediu, através de indicação legislativa, a implantação de uma base descentralizada na Rua 83, no Jardim Atlântico, onde já funciona o Posto de Saúde 24 horas. “Essa foi uma indicação feita por mim na Câmara para que fosse instalada uma base descentralizada na Rua 83, em Itaipuaçu. Já fiz uma indicação também que é a base no Barroco, próximo ao DPO. Teremos uma base em cada extremo de Itaipuaçu. Vamos fazer um trabalho intenso na educação no trânsito para evitar esses tipos de acidentes”, disse o vereador. Durante a entrega das ambulâncias, o prefeito Fabiano Horta afirmou que Itaipuaçu deve ganhar uma nova base do serviço até o fim deste ano.

“Hoje temos uma equipe que é muito integrada, e é uma vitória nossa poder oferecer a eles um novo equipamento de trabalho para dar o suporte à vítima até o hospital. Muita gente é salva pela equipe do Samu porque é ela quem socorre primeiro, uma das melhores da região e que agora tem uma condição melhor”, reforçou a secretária de Saúde, Simone da Costa, ao revelar que está sendo articulado um sistema de rastreamentos das ambulâncias com a central do Samu, que fica em Niterói.

Atualmente, o Samu de Maricá tem um grupo de sete socorristas que trabalham em plantões de 24 horas cada. Três deles integram as equipes de atendimento com um médico, um enfermeiro e um condutor nas unidades avançadas e outros três na básica, que tem ainda dois técnicos de enfermagem.

Fotos: Divulgação / PMM

Notícias Relacionadas