spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #70

spot_img
spot_imgspot_img

Sanemar: nova presidente fala dos desafios à frente da companhia

spot_imgspot_img

Mais lidas

Responsável pela gestão do esgoto em Maricá, a Companhia de Saneamento de Maricá tem uma nova presidente a partir desta segunda (18); durante a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no bairro do Camburi, no primeiro distrito da cidade, a então presidente Rita Rocha passou o colete de presidente para Roberta Cardoso, então diretora da companhia.

À reportagem do ErreJota Notícias, Roberta falou dos desafios de seguir com o trabalho que já vem sendo desenvolvido pela companhia e mostrou gratidão pela escolha de seu nome pelo prefeito Fabiano Horta.

“Nós conseguimos, de 2021 até agora, com muito trabalho, sair dos 3% que a gente tinha de esgoto tratado na cidade, que é um número bastante baixo, para 30%. Nós estamos muito acima de toda a média dos municípios brasileiros, tudo isso porque foi um desejo do nosso prefeito Fabiano Horta manter o esgoto como responsabilidade do município e não passá-lo para o privado”, lembrou Roberta.

A diretora lembrou que o investimento em saneamento é investir em saúde através da prevenção de doenças. “Com a gestão municipal, conseguimos fazer um grande investimento, trazendo mais saúde. Saneamento básico é mais saúde para a população”, destacou.

Sobre o futuro, Roberta destacou como principal desafio a universalização de saneamento básico para toda a cidade. “A gente tem muito trabalho para fazer. Pela frente, até 2028 nós temos a meta de universalizar saneamento para toda a cidade”, afirmou.

“Em tão pouco tempo a gente já atingiu uma meta muito boa. Quando a gente pensa aqui à nível Brasil, em média 40% de esgoto é tratado nos municípios brasileiros, e nesse tempo recorde a gente já conseguiu atender 30% de Maricá”, ressaltou.

A nova presidente lembrou quem anteriormente, apenas as principais ruas do Centro da cidade tinham coleta de esgoto, um investimento feito pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) há mais de 50 anos.

“A Cedae, em 50 anos, acabou não demonstrando nenhum cuidado com a cidade, tendo em vista que não teve uma tubulação de esgoto instalada em 50 anos de trabalho. Só conseguimos avançar quando chamamos a responsabilidade para o município”, pontuou.

Sobre ter sido escolhida para comandar a Sanemar, Roberta Cardozo disse estar “Há uma gratidão muito grande, a certeza de ter até então atendido aos anseios do prefeito, mas principalmente de que nós continuaremos atendendo daqui para frente. A gente tem muito governo pela frente”, concluiu.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img