São Gonçalo deve ganhar restaurante popular; confira

Vereadora Priscilla Canedo (PT) esteve no restaurante popular niteroiense para entender o funcionamento | Foto: Arquivo / Divulgação

Em visita à São Gonçalo nesta segunda (12), o secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Bruno Dauaire, confirmou a instalação de um restaurante popular no município. O local ainda está sendo definido, sendo os bairros mais prováveis o Centro da cidade ou Alcântara.

Uma das pessoas que mais lutaram pela instalação do restaurante foi a vereadora Priscilla Canedo (PT). “Diariamente milhares de pessoas não sabem se terão comida na mesa. É uma realidade cruel. Lutei por esta pauta na Câmara e hoje, por meio de suas redes sociais, o prefeito de São Gonçalo, confirmou o compromisso do estado em instalar na cidade o restaurante popular”, comentou a parlamentar.

Recentemente, Priscilla fez uma indicação legislativa pedindo a criação de um Restaurante Popular. Para entender melhor como funciona, esteve em Niterói para conhecer o Restaurante Popular Jorge Amado, que funciona no Centro e é gerido pelo município.

“Fui até Niterói, para ver de perto o funcionamento lá e tive a certeza que São Gonçalo tem a capacidade e a necessidade desse importante projeto. O restaurante popular será fundamental para diminuir as dificuldades que nossa população enfrenta para realizar suas refeições”, acredita.

Nas redes sociais, o prefeito Nelson Ruas agradeceu ao Governo do Estado. “A vinda do restaurante popular para a nossa cidade vai trazer um benefício enorme para a população, que vai poder fazer refeições dignas, garantindo uma alimentação de qualidade. Agradeço ao governador, que tem o objetivo de amparar os gonçalenses por conta do aumento da desigualdade social durante a pandemia”, postou.

Ainda não há local e data para a implantação do novo restaurante. Entretanto, já se sabe que além de refeições, também será servido o “Café do Trabalhador” pela manhã. A expectativa é que o restaurante sirva 1.500 refeições diárias, além de café da manhã, com café com leite, pão e uma fruta, ambos a preços populares.

“São Gonçalo merece ter um restaurante popular. Uma cidade populosa, grande e complexa dentro da questão orçamentária. Sabemos da dificuldade em administrar um município dessas dimensões. Com a pandemia, o quadro de desigualdade social no município se agravou e, a pedido do governador Cláudio Castro, o Estado chega no município com essa frente social para amparar as pessoas que mais precisam do poder público”, disse o secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Bruno Dauaire.

Notícias Relacionadas