spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

São Gonçalo: Reflexos da chuva ainda são visíveis no município

spot_imgspot_img

Mais lidas

As fortes chuvas que atingiram a região metropolitana ainda afeta o município de São Gonçalo. Em diversos bairros, montes de lama, ruas com muita areia e terra e poças de água por conta dos bueiros entupidos ainda são visíveis.

O ErreJota Notícias voltou ao bairro de Neves, que foi muito atingido no temporal. Na comunidade do Falua, após nossa reportagem e cobranças, a Prefeitura de São Gonçalo limpou a rua, mas não o rio que corta o bairro.

Foto Breendon Santos

Um morador, que preferiu não se identificar, contou que ele sozinho, cortou todas as bananeiras que ficavam nesse valão que passa atrás da comunidade. Ele disse ainda que a prefeitura limpou o terreno ao lado, mas nada foi feito no valão.

“O problema tá aqui (no valão). A prefeitura veio mesmo, limpou a rua e o esgoto daqui, mas no rio não entraram para limpar. Eu até adiantei o processo junto com um amigo da comunidade. Cortei todas as bananeiras e matos daqui para a prefeitura entrar com facilidade pra ajudar a gente, mas até agora nada!”, comentou o morador, que preferiu não se identificar.

Foto Breendon Santos

No bairro de Neves há somente um rio, e esse rio passa pela comunidade do Falua e desagua na Baía de Guanabara. Porém, a Prefeitura nunca fez a limpeza neste rio e quando chove, todo o bairro enche.

Por falta de saneamento básico, canos de água limpa passam por dentro dos rios, obrigando moradores do local comprarem água por conta do risco de contaminação.

“Nós não tomamos a água que chega na nossa torneira. Por diversas vezes nossa caixa encheu com água de esgoto, e por conta do risco de doenças, nós compramos água na rua para conseguir beber e até fazer comida”, relatou.

Foto Breendon Santos

Nós procuramos a Prefeitura de São Gonçalo e questionamos a limpeza do rio, que nos respondeu que a Prefeitura de São Gonçalo mandou equipes da Secretaria de Conservação atuarem nesta segunda-feira (27) no endereço citado para retirar a lama que falta do local. Perguntamos sobre a limpeza do rio, mas não tivemos respostas até então.

*Estagiário sob supervisão de Lucas Nunes*

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img