Saúde e Educação vão concentrar mais de R$ 900 milhões do orçamento de Maricá

O orçamento de Maricá para o ano de 2021 está definido. As pastas que mais receberão recursos são: Saúde (com R$ 519,8 milhões), Educação (R$ 388,1 milhões), Iluminação (R$ 36 milhões) e Transportes (R$ 18,6 milhões).

Entre as empresas e autarquias, a Somar terá o maior orçamento com R$ 530 milhões. Já a Sanemar, que é responsável pelos convênios de água e saneamento da cidade, terá um orçamento de R$ 132 milhões.

Já a Empresa Pública de Transportes (EPT), responsável pelos ônibus vermelhinhos, ficou com aproximadamente R$ 96 milhões.

A proposta para a Lei Orçamentária Anual (LOA) de Maricá para 2021 foi apresentada neste quinta-feira (29/10) durante uma audiência pública online.

O documento segue nesta sexta (30/10) para tramitação na casa legislativa e depende de aprovação dos vereadores.

De acordo com o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão Leonardo Alves, grande parte da previsão de orçamento ainda é composta pela arrecadação dos royalties do petróleo extraído dos campos do pré-sal da Bacia de Santos, bem em frente ao litoral da cidade.

No entanto, ele afirmou que o governo já vem trabalhando nos últimos anos para reduzir ao máximo a dependência desta fonte na formação da proposta.

“Procuramos elaborar a proposta da lei da maneira mais consciente possível e procuramos fortalecer nossa arrecadação própria. Tivemos um aumento significativo, por exemplo, do nosso Imposto Sobre Serviços (ISS) em plena pandemia, algo muito animador para nós. Uma de nossas metas é tornar as finanças da cidade independentes do petróleo”, afirmou o secretário.

Notícias Relacionadas