spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #70

spot_img
spot_imgspot_img

Símbolos de Natal e seus principais significados

spot_imgspot_img

Mais lidas

Os símbolos do Natal representam o cenário da comemoração dessa grande festa cristã que une famílias inteiras. Mas você sabe o que eles significam? Com origens em épocas distintas, os símbolos surgem não só porque são bonitos e trazem mais beleza e alegria à festa, mas porque cada um deles tem uma curiosa história, um significado por trás, uma mensagem para transmitir.

Entre alguns dos símbolos de Natal significativos da festa mais esperada do ano estão a estrela, sinos, vela, presépio, anjo, bola, árvore, Papai Noel, coroa do advento, calendário do advento, guirlanda, cartão de Natal, peru, ceia, presentes e panetone, entre outros.

“O Natal se aproxima. É um tempo que nos envolve e motiva a idealizar encontros com pessoas que nos são queridas para comemorar esta data. Os enfeites, luzes, músicas, apresentações natalinas e as comidas típicas dessa época aguçam nossos sentidos. Vivemos tempos difíceis. Acabamos de passar por uma pandemia que ceifou muitas vidas. Uma guerra está acontecendo e a humanidade sofre com os flagelos da fome, da seca, das injustiças. É ocasião de perdoar, de esquecer as mágoas e deixar as tristezas de lado, pois na ternura do Menino Jesus nasce um novo tempo. Um tempo de esperança, porque Ele nos concedeu Sua luz, venceu as trevas e fez reinar a Sua paz”, diz Padre Reginaldo Manzotti.

Principais símbolos natalinos que nos ajudam a celebrar e a festejar o Natal:

• Papai Noel: Na sua concepção inicial, a figura do Papai Noel foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia, em 280 d.C. Era um homem de bom coração que costumava ajudar as pessoas necessitadas. Seu gesto mais lembrado é a história de um pai muito pobre que via suas três filhas chegando à idade de casar e não tinha dinheiro para o dote. Mais tarde, substituído por um personagem gorducho, de bochechas rosadas e barba branca, que anda num trenó puxado por renas é chamado de Papai Noel, foi retratado numa propaganda de Natal e caiu no gosto do público. Com o passar do tempo, cada vez mais a imagem do Papai Noel foi vinculada ao Natal, a ponto de as novas gerações já não saberem mais o que festejam.

Foto de Divulgação

• Coroa do Advento: Sua forma de círculo simboliza a eternidade, a cor verde representa a esperança e a vida. No primeiro Domingo do Advento, acende-se uma vela; no segundo Domingo, acende-se duas; no terceiro, três; e no quarto, quatro velas. Assim, com a aproximação do Natal, aumenta a luz na coroa.

• Calendário do Advento: Para construir memórias e preparar o espírito para a data, uma tradição remonta ao século XIX e perdura: a vivência do calendário do advento. É um instrumento muito especial usado para ajudar na contagem regressiva até o dia 25 de dezembro. Geralmente contém um pequeno item, frase de inspiração, brinquedos ou doces que são revelados a cada dia.

• Árvore de Natal: O pinheirinho de Natal representa a vida. Diz a lenda que o pinheiro foi escolhido devido à sua forma triangular, que representa a Santíssima Trindade. O pinheiro é a única árvore que não perde as folhas, seja qual for a época do ano.

Foto de Divulgação

• Presépio: O presépio é a reprodução do cenário onde Cristo nasceu, com a manjedoura, Jesus, Maria e José, os animais, pastores e os três reis magos. Mesmo que você não tenha um presépio completo, é importante que prepare pelo menos uma manjedoura com a imagem do Menino Jesus. Ele é o aniversariante. Valorize, o máximo possível, o uso da imagem do Menino Jesus e do presépio nas decorações natalinas, tanto em casa como nas escolas, comércios e demais ambientes.

• Estrela: A estrela de Belém, que serviu de guia para os três reis magos até Belém, é também o símbolo de Cristo – Luz do Mundo.

• Anjo: Representa Gabriel, o anjo da Anunciação.

• Os sinos de Natal: Seu toque simboliza alegria e júbilo pelo nascimento do Deus Menino.

Foto de Divulgação

• Presentes natalinos: Existem algumas versões sobre a origem do presente natalino. A mais antiga é uma tradição que tem raízes cristãs, inspirada na visita dos reis magos, que levaram oferendas ao Menino Jesus. Os magos Melchior, Gaspar e Baltazar ofereceram ouro, incenso e mirra ao recém-nascido, e nós oferecemos presentes aos familiares e amigos como expressão de carinho. Por isso, em alguns países como Itália e Espanha, a troca de presentes acontece no dia 6 de janeiro, conhecido, tradicionalmente, como aquele em que os reis magos chegaram a Belém para adorar o Menino Jesus.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img