Só Broder Band lança seu segundo disco

Foto: Divulgação

A Só Broder Band chega ao seu segundo disco que tem como título o nome da banda. Reúne em seu repertório uma mistura de influências, ritmos e arranjos sofisticados. Um convite à música brasileira de qualidade, que envolve e emociona o público desde os primeiros acordes. Formada em 2016 por Isaac Chueke, a banda franco-brasileira, já tem muitas histórias para contar.

“Eu comecei a compor muitas músicas quando meu filho nasceu, o Ravi. Foi uma música atrás da outra e comecei a chamar uns amigos para tocar comigo”, lembra Isaac Chueke.

 O primeiro disco, “Isaac Chueke Apresenta – Só Broder Band”, em 2017, recebeu uma Menção Honrosa no Prêmio Embrulhador dos Melhores Discos de Música Popular Brasileira do mesmo ano.

 Novo disco- O novo disco, “Só Broder Band”, traz um cardápio variado de canções, que passeiam por ritmos como bolero, reggae, samba, baião, xote, e músicas que misturam o francês e português. Uma MPB original, que vem conquistando a plateia com seu repertório autêntico e de bom gosto. As músicas falam de amor, de encontros e desencontros e reflexões do cotidiano.

 Os broders- A turma é grande e composta por oito músicos com larga experiência no mercado musical: Isaac Chueke (violão e compositor) , Julien Reis (voz e compositor), Tatiana Dauster (voz e compositor), Julien Bensussan (violão) , Rodrigo Sebastian (baixo) , Antônio Ziviani (acordeon), Anderson Vilmar (percussão) e Leo Careca (percussão).

Além de músicos, amigos. A banda foi se ajustando de encontros em encontros para tocar boa música, compor e beber um vinho. O primeiro a se juntar à Só Broder Band foi o vocalista e compositor franco-brasileiro Julien Reis. Logo depois, o francês Julien Bensussan, a cantora e compositora Tatiana Dauster, que durante a pandemia participou do festival Ziriguidum em Casa, e os demais “broders” vieram em seguida.

Notícias Relacionadas