STF devolve mandatos de deputados afastados pela Lava Jato

Foto: Julia Passos / Divulgação Alerj Foto: Julia Passos / Divulgação Alerj

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) recebeu, na tarde desta quarta-feira (27), comunicado do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro fazendo cumprir a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de colocar no exercício dos mandatos os cinco deputados afastados. Com a decisão, retornam à Alerj os deputados André Corrêa, Marcos Abrahão, Luiz Martins, Chiquinho da Mangueira e Marcus Vinicius Neskau.

O anúncio foi feito pelo presidente da Casa, deputado André Ceciliano (PT), ao fim da sessão virtual de votação. Ceciliano fez uma saudação aos cinco deputados suplentes, Capitão Nelson (Avante), Carlo Caiado (DEM), Paulo Bagueira (SDD), Sérgio Fernandes (PDT) e Sérgio Louback (PSC), que deixam suas cadeiras na Alerj.

“Quero saudar os deputados, que foram de grande importância e contribuíram muito no período. Nós cumprimos o Regimento e a Constituição sempre”, destacou.

A posse deve ser marcada para amanhã.

Furna da Onça

A Operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava Jato que investigou a corrupção entre deputados estaduais do Rio e empresas privadas, além de loteamento de cargos em órgãos públicos prendeu em novembro de 2018, os deputados André Corrêa, Marcos Abrahão, Luiz Martins, Chiquinho da Mangueira e Marcus Vinicius Neskau.

A Alerj empossou os deputados presos em março do ano passado, mas eles não puderam exercer o mandato.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.