Rio de Janeiro,

quinta-feira, setembro 23, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #40

STJ concede prisão domiciliar a Crivella e uso de tornozeleira

Mais lidas

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu na noite desta terça-feira (22) prisão domiciliar ao prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos). Crivella deixará o presídio de Benfica e terá de usar tornozeleira eletrônica e está proibido de manter contato com terceiros e de falar ao telefone. Ele também deverá entregar aparelhos telefônicos, computadores e tablets às autoridades.

STJ entendeu que Crivella pode cumprir medidas cautelares diversas da prisão. “Não obstante o juízo tenha apontado elementos que, em tese, justifiquem a prisão preventiva, entendo que não ficou caracterizada a impossibilidade de adoção de medida cautelar substitutiva menos gravosa”, afirmou o presidente da corte.

No fim da tarde, a desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita decidiu manter a prisão do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), e de outros três presos na Operação Hades, que aconteceu na manhã desta terça-feira (22). A decisão foi proferida após audiência de custódia.

Crivella, que possui ensino superior, foi levado para a Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, conhecida como “Bangu 8”, no Complexo Penitenciário de Gericinó, no bairro carioca de Bangu.

 

LEIA MAIS:
• Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, é preso nesta manhã (22)
• Paes anuncia que prisão de Crivella não muda planos de transição

spot_img
spot_img

Últimas noticias