spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

Surfista saquaremense é recordista de ponto na WSL, mas perde disputa no Havaí

spot_imgspot_img

Mais lidas

A terça-feira (1º) foi de ondas grandes em um dia épico de tubos de 8-12 pés na abertura do World Surf League Championship Tour 2022 no Havaí. O surfista saquaremense João Chumbinho tambéms competiu e deixou seu nome no topo da lista das maiores notas do CT 2022.

Mas apesar de ser recordistas em ponto o surfista perdeu para John John Florence na bateria mais emocionante da terça-feira e foi eliminado. Chumbinho ficou precisando de 7,90 para vencer nos 10 minutos finais. Na primeira tentativa, surfou outro tubo que valeu 6,17. Na segunda, dropou no crítico, só que não saiu. Na terceira rodou um tubão, mas a nota foi 6,87 e ele acabou derrotado por 17,77 a 16,74 pontos.

João foi quem fez as maiores pontuações entre os brasileiros nos tubos de Pipeline, esses 16,74 e os 15,30 da primeira fase. Ele terminou empatado em nono lugar com os principais cabeças de chave do Billabong Pro Pipeline, o número 1 Filipe Toledo derrotado pelo havaiano Seth Moniz e o número 2 Italo Ferreira que perdeu para Miguel Pupo.

Os três começam a temporada 2022 com 3.320 pontos no ranking da World Surf League. Deivid Silva, barrado no duelo brasileiro com Samuel Pupo na terceira fase, ficou em 17.o lugar com 1.330 pontos, junto com o peruano Miguel Tudela. Só Jadson André não passou nenhuma bateria e terminou em 33.o, marcando os mesmos 265 pontos recebidos pelo tricampeão mundial Gabriel Medina e por Yago Dora, que não competiram no Havaí.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img