spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

Tire suas dúvidas: o que muda na aplicação da vacina contra HPV?

spot_imgspot_img

Mais lidas

Após recomendação do Ministério da Saúde, a Secretaria Estadual de Saúde passou a adotar a vacinação em dose única contra o vírus HPV, que pode causar diversas doenças – dentre elas câncer de colo do útero e de pênis. O público-alvo da vacinação são meninos e meninas de 09 a 14 anos.

A adequação segue as recomendações mais recentes da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). De acordo com estudos, a vacinação pode reduzir em até 87% as taxas de câncer de colo do útero.

• Por que dose única?
Estudos mostram evidências robustas de que uma dose da vacina HPV, pode fornecer proteção igual a duas ou três doses (a depender da idade), em áreas com altas coberturas vacinais.

• Qual o público alvo?
Segundo a OMS, a adoção da dose única para a faixa etária de 9 a 20 anos de idade traz uma maior adesão à vacinação, aumento da cobertura vacinal e oportunidade para a inclusão de outros públicos prioritários, melhor logística e facilitação da introdução da vacina HPV em programas de imunizações nos países de média e baixa renda, e aceleração da eliminação do câncer de colo do útero, não só no Brasil, mas em nível mundial.

• Crianças e adolescentes que receberam a primeira dose precisam se vacinar novamente?
A orientação é que a vacinação seja em dose única para todas as pessoas dentro dessa faixa etária, quem já tomou pelo menos a primeira dose, já está imunizado contra o HPV.

• Adultos podem se vacinar?
Adultos com imunocomprometimento, entre elas pessoas com HIV, transplantados e outras condições específicas, além de vítimas de violência sexual, podem receber a vacina pelo SUS até os 45 anos.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img