TSE decide futuro de Quaquá

O futuro do deputado federal eleito Washington Quaquá deverá ser definido na próxima semana pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília. O ex-prefeito de Maricá e presidente estadual do PT obteve mais de 74 mil votos o que o credenciou a mais votado da sua coligação.

Quaquá conseguiu manter a candidatura através de uma liminar obtida no próprio TSE contra uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) que o tornou inelegível por conta de uma condenação por improbidade administrativa.

Os bastidores da política dão como certa a vitória de Quaquá. Porém, alguns correligionários temem o momento político desfavorável à personalidades da esquerda brasileira influenciar na decisão dos ministros.

Com a confirmação da eleição de Quaquá para a Câmara dos Deputados um outra dúvida surge. A recontagem dos votos teria que tirar a vaga de algum outro parlamentar. Décimos deverão decidir quem perderá a vaga. As apostas dos entendidos de quociente eleitoral são para cair Jean Willys (PSOL) e Clarissa Garotinho (PROS). A filha do ex-governador já se manifestou nas redes sociais afirmando que as apostas em seu nome para cair estão erradas.

Notícias Relacionadas