Turismo discute estruturação para pós-pandemia

Guias turísticos de Maricá participaram de uma reunião com a Secretaria de Turismo para discutir ações futuras para estruturação dos atrativos turísticos pós-pandemia da Covid-19. Outras reuniões online estão programadas com os meios de hospedagem, gastronomia e atrativos turísticos.

O secretário José Alexandre de Almeida apresentou ao grupo algumas medidas já adotadas na cidade e descreveu avanços no trade de turismo, citando os setores gastronômico e de meios de hospedagem que já passaram por reformulações.

Parte dos guias já tinha participado de cursos de capacitação do Plano de Desenvolvimento Turístico Sustentável: Maricá 2030, da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) montado em com a Secretaria de Turismo.

“Nosso intuito é estruturar o setor receptivo da cidade. Criar uma ferramenta oficial que reúna os guias de turismo e dê condições de operarem, principalmente, durante os grandes eventos onde recebemos uma grande quantidade de turistas”, afirma José Alexandre, reforçando que o trabalho é em função dos preparativos para a retomada do setor.

Outros destinos turísticos já consolidados possuem uma organização dos guias em associações que são responsáveis por fazer o relacionamento com a hotelaria, gastronomia e outros atrativos. A Secretaria de Turismo informou que será criado um grupo de trabalho para discutir os próximos passos na estruturação de Maricá como destino turístico e a participação dos guias e agências de Turismo, com o apoio do Maricá Convention & Visitors Bureau.

Os guias ressaltaram a importância de uma maior divulgação dos atrativos da cidade e o potencial de Maricá para o Ecoturismo, o Turismo de Aventura e o Turismo Rural, além de oferecer um receptivo com vários atrativos em pontos como a Pedra do Elefante, na Serra da Tiririca, em Itaipuaçu, que recebe cerca de 800 pessoas nos finais de semana para as trilhas.

Notícias Relacionadas