spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

UFF se manifesta após corte orçamentário do Governo Federal

spot_imgspot_img

Mais lidas

Universidades federais de todo o país fecharam suas contas no vermelho, o motivo não é novidade. No início de dezembro, o Ministério da Educação (MEC) anunciou novos cortes no orçamento repassado às universidades. Em Niterói, a Universidade Federal Fluminense (UFF) obteve um deficit de R$ 4 milhões só neste mês.

Com o corte, a UFF vê suas contas ameaçadas. Segundo a instituição, a atual situação pode prejudicar o funcionamento de serviços de manutenção e infraestrutura atuais, pois não há condições para honrar parte destes compromissos.

Na última quinta-feira (08), o governo federal anunciou o desbloqueio de R$ 460 milhões para o Ministério da Educação. O coordenador-geral dos grupos temáticos do governo de transição, Aloizio Mercadante declarou que o valor restante ao corte é insuficiente para fechar a conta deste ano. Segundo ele, o dinheiro, somado a R$ 55 milhões liberados na última quarta-feira, seria suficiente para pagar as bolsas e algumas pequenas despesas das instituições e de seus estudantes, sendo necessário o recurso de R$ 2,3 bilhões.

No dia seguinte, por meio das redes sociais, a UFF anunciou que o MEC irá liberar um recurso de R$ 2 milhões para pagamento de bolsas e assistência estudantil. A instituição ainda afirmou que as bolsas PET (Programa de Educação Tutorial), de Permanência e do ProUni (Programa Universidade Para Todos) sejam pagas nesta terça-feira (13).

Estagiário sob supervisão de Raquel Morais

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img