Vereador suplente quer derrubar vice-presidente da Câmara de Maricá

Foto: LSM

Foto: LSM

O cenário político é mesmo surpreendente. Uma denúncia realizada por um vereador aparentemente da base aliada pode provocar uma dança das cadeiras na Câmara Municipal de Maricá.

Nos corredores do legislativo, Alcebíades Machado Filho, o Bidi (PR) e o vice-presidente da Casa, Frank Costa (Solidariedade) tinham uma relação amigável, o que não impediu Bidi de denunciar o colega vereador no Ministério Público por suposta improbidade administrativa e aproveitamento indevido da imagem do programa Viver Bem, que é gerido pela Prefeitura de Maricá através da Coordenadoria de Bem Estar e Qualidade de Vida e beneficia centenas de moradores com atividades físicas, reforço escolar e até mesmo orientação processual gratuitamente.

A Câmara recebeu comunicado do Ministério Público essa semana. Parece que Bidi não esperava estar dando um tiro no pé. A atitude do vereador deixou insatisfeitos outros colegas vereadores e representantes do governo municipal. Além de gerar um verdadeiro mal estar na política maricaense, a ação do vereador, que assumiu como suplente, pode afastar não só a si mesmo de sua cadeira, mas também o vereador Rony Peterson (PR), do mesmo partido, já que a prefeitura pode trazer de volta à Câmara os vereadores licenciados que atuam como secretários como Robson Dutra (PODEMOS), no Turismo, e Filippe Bittencourt (PMDB), no Esporte.

“Essa denúncia não tem cabimento. Existe um grupo me atacando e tentando desestabilizar meu trabalho há muito tempo. Para mim, isso é prova de que o meu trabalho, que está sendo realizado sempre em prol dos moradores está chamando muita atenção. Tenho compromisso com o eleitor e não abandonarei a seriedade do meu trabalho por causa de traições como essa”, declarou o vereador Frank Costa (SD).

Bom ressaltar que o Programa Viver Bem é inteiramente gerido pela Prefeitura de Maricá e atende toda população em suas unidades. Agora, é aguardar as cenas dos próximos capítulos, já que o presidente da Câmara, Aldair de Linda (PT), o prefeito Fabiano Horta (PT) e o Secretário de Governo, Renato Machado, não viram com bons olhos a atitude de Bidi.

Notícias Relacionadas