Vereadores se revoltam com envio de policiais de Maricá para Niterói

A informação de que policiais da Companhia Destacada de Maricá serão enviados, por meio do Regime Adicional de Serviço (RAS), para prestarem serviço em Niterói, revoltou vereadores de Maricá. O líder do Governo, Fabrício Bittencourt (PTB), repudiou a decisão de enviar policiais da cidade para trabalhar em suas folgas compulsoriamente em Niterói mesmo com a onda de violência que atinge Maricá.

Fabrício sugeriu o envio de um ofício ao comandante do 12º BPM (Niterói), Márcio Rocha, pedindo mudança da decisão. O RAS compulsório torna obrigatório o trabalho do policial em seu dia de folga.

“Ontem, soube que o Estado voltou com o RAS compulsório. Fiquei sabendo que o RAS não contemplará Maricá, mas que policiais de Maricá estão sendo escalados para trabalharem em Niterói. Peço que façamos um ofício ao comandante. Sugiro que coloquem os policiais em Maricá. Nada contra Niterói, mas temos que pensar na gente. Sugiro que o documento seja aberto para a assinatura de todos da Casa”, disse Fabrício.

Em resposta, o presidente da Comissão de Segurança, Marcus Bambam (PV), informou que fará o ofício para que todos os parlamentares assinem.

O vereador Rony Peterson (PR) também lamentou a decisão do comandante. Ele relembrou o envio de apenas uma viatura para a cidade. “Quero lamentar que das 15 viaturas, enviaram apenas uma para Maricá. Isso é uma excrescência. Escalar o policial de Maricá para tirar serviço em Niterói? Acho melhor entregar as chaves da segurança para a prefeitura então. Precisamos nos movimentar”.

Já Felipe Auni (PSD) sugeriu a criação emergencial de uma companhia independente. “Por isso falo sobre a companhia independente. Se a gente tivesse essa Cia eles não poderiam tirar os policiais daqui, eles seriam fixos”.

O vereador Filippe Poubel (PSL) afirmou que o comandante do batalhão garantiu Maricá contará com policiamento. “Estive com o coronel Rocha e ele disse que o RAS funcionará em Maricá. Eu pedi e ele atendeu o meu pedido e ele disse que ficará em Maricá. Em resposta, o líder do Governo explicou que já recebeu a escala de serviços dos policiais.

O vereador Ricardinho Netuno (Patriotas) sugeriu a criação de uma comitiva de vereadores, para juntos, cobrarem ao comandante ações mais efetivas. Em resposta o presidente da Câmara, Aldair de Linda (PT), explicou que os pedidos ao comando nunca são atendidos. “Acho pertinente irmos lá. Mas já fui mais de 10 vezes e nunca conseguimos nada”.

Notícias Relacionadas