Vigilantes realizarão manifestação em Maricá nesta quarta (12)

Vigilantes realizaram manifestação em São Gonçalo na última segunda (10). | Foto: Divulgação / SVNIT

As agências bancárias de Maricá serão alvo de manifestações de vigilantes nesta quarta-feira (12). Em greve, a categoria reivindica direitos que vem sendo negados pelas empresas da área.

“Os empresários podem ter certeza de uma coisa: não vamos nos calar enquanto não tivermos tudo o que merecemos”, afirmou Cláudio Vigilante, presidente do Sindicato dos Vigilantes de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Rio Bonito e Maricá (SVNIT).

Manifestações já foram realizadas nesta segunda (10) nas agências de São Gonçalo. E não deve parar por aí. “Outros atos já estão planejados nas cidades da nossa base territorial”, adiantou o sindicalista.

Vale lembrar que a classe entrou em greve no dia 21/07. Entretanto, de acordo com o sindicato, direito de greve, previsto em constituição, foi quebrado pela justiça ao conceder liminares prevendo efetivo mínimo de 50% e/ou 2 vigilantes em todas as agências bancárias. A exceção é a Caixa Econômica Federal, que deverá ter 100% dos postos de vigilância em operação.

“A justiça pode ter tirado nosso direito de cruzar os braços e parar nossas atividades através da greve, mas vamos continuar mobilizados em busca dos nossos direitos”, garantiu Cláudio Vigilante, presidente do SVNIT.

Campanha salarial – A proposta feita pelos vigilantes é de reposição da inflação mais 100% de ganho real. Como o índice da inflação, em março, era de 4%, os vigilantes pedem a reposição e mais 4% de reajuste real. Além disso, o ticket alimentação teria um reajuste de R$ 7 (passando de R$ 22/dia para R$ 30/dia).

“A proposta feita pela classe patronal é absurda. Eles querem congelar o ticket alimentação e o piso salarial, além de encerrar o plano ambulatorial dos vigilante. Isso é um escárnio e não vamos aceitar esmolas. Parece que o salário é um favor”, lembrou o presidente do SVNIT.

Um pedido de dissídio coletivo de greve foi impetrado pelo SVNIT junto com demais sindicatos da categoria no estado. O Tribunal Regional do Trabalho (TRT/RJ) ainda não marcou a audiência que irá tratar do assunto.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.