Viradouro mostra sua força e dá recado com vice-campeonato: Grupo Especial é seu lugar

Foto: Ruy Machado
Foto: Ruy Machado

Quem pensou que a Viradouro viria para a avenida apenas para se manter no Grupo Especial do Carnaval carioca e por fim a velha máxima de que “a escola que cai é sempre a que sobe no ano anterior”, se enganou. Com um um enredo conciso, time de peso e muita aplicação, a agremiação de Niterói mostrou que seu lugar é na elite e conquistou o segundo lugar, ficando atrás apenas da Mangueira, com quem disputou diretamente o título durante toda a apuração.

O responsável por desenvolver o enredo “ViraViradouro” foi o multicampeão Paulo Barros, que vem despontando nos últimos anos como um dos principais carnavalescos da folia carioca. Foram mais de 2.900 componentes que encantaram o público presente na Marquês de Sapucaí mostrando o universo de histórias infantis e de contos de fadas. Vale lembrar que Barros esteve na escola nos anos de 2007 e 2008.

Outro grande nome que retornou à escola nesse ano de redenção foi o Mestre Ciça. Novamente no comando da bateria da agremiação niteroiense, ele foi responsável por conquistar 30 dos 269,7 que a Viradouro obteve. Isso significa que o trabalho obteve a pontuação máxima no quesito – a menor nota é descartada; a bateria ganhou ainda um 9,9.

O presidente da Viradouro, Marcelinho Calil, destacou o retorno da escola de Niterói ao grupo de elite do carnaval carioca, já disputando o título. “Sentimento de dever cumprido como escola e como o simbolismo da Viradouro de voltar a figurar entre as grandes escolas do carnaval do Rio”, disse.

O intérprete da escola, Zé Paulo Serra, comemorou o vice-campeonato. “É um trabalho que vem desde 2017. Acho que este trabalho foi reconhecido hoje aqui. Vamos mostrar no sábado, Desfile das Campeãs, que a gente podia estar em primeiro. Estamos muito felizes e vivos”, comentou.

A Viradouro mostrou, com o grande desfile que realizou, que está no lugar onde sempre deveria estar e que nunca deveria ter saído: o principal grupo de escolas de samba do mundo, Grupo Especial do Carnaval Carioca. 

Notícias Relacionadas