spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

Voa Maricá terá voos para SP por R$ 100; entenda

spot_imgspot_img

Mais lidas

Fruto de parceria com a Azul Conecta, o programa Voa Maricá vai começar a ofertar voos para São Paulo (Viracopos) custando apenas R$100. Essa tarifa será praticada para beneficiários do Renda Básica de Cidadania (RBC) e Programa de Proteção ao Trabalhador (PPT).

Segundo a Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), a partir de 06 de maio acontecerão voos diários partindo do Aeroporto de Maricá tanto para São Paulo / Viracopos quanto para Brasília, a capital federal. As vendas para as viagens começam na próxima quinta (18).

A diretora de Operações da Codemar, Marta Magge, revelou que as passagens aéreas poderão ser pagos com os modos tradicionais de pagamento (débito, crédito, espécie) e, também, com a Moeda Social Mumbuca. 

Os voos para São Paulo acontecerão às segundas, quartas, sextas e aos finais de semana. Já para Brasília, os voos acontecerão às terças e quintas.

“Esse programa vai fazer com que Maricá se conecte regionalmente com outras partes do Brasil. Para nós, enquanto cidade, isso é um marco importante, mostra a nossa capacidade de pensar seu futuro, de dialogar com alguns circuitos de vindas à Maricá – e isso fala com atração de negócios e turistas para a cidade”, acredita o prefeito Fabiano Horta.

As vendas de passagem e os check-ins das viagens poderão ser realizados de forma presencial, no Aeroporto de Maricá, e também online. Uma segunda fase de operações está prevista com conexões para todos o Brasil – também com voos diários.

“Lá em Viracopos, os passageiros terão a oportunidade de fazer as mais variadas no conexões, algumas já integradas, outras ainda não. Malha aérea é algo que muda a cada dia e a gente vai sempre buscando o aperfeiçoamento, mas inicialmente serão voos diários até Viracopos e mais dois voos indo até Brasília”, explicou o presidente da Codemar, Hamilton Lacerda.

Vale lembrar que o Aeroporto de Maricá, atualmente, tem a operação de voos offshore com o uso de helicópteros, mas tem estrutura para que os voos sejam operados. 

“O nosso aeroporto está completamente preparado para fazer essa operação sem prejudicar as operações do offshore, que são os helicópteros do óleo e gás, e fazer com toda a segurança a operação desse voo comercial”, finalizou Hamilton.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img