Wilson Witzel (PSC) é eleito governador do Rio de Janeiro

Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Com 59,87% dos votos válidos, o ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC) se elegeu Governador do Estado do Rio de Janeiro. Após aparecer como franca surpresa no primeiro turno, deixando para trás candidatos com mais renome como o senador Romário Faria (PODE), o vereador carioca Tarcísio Motta (PSOL) e até mesmo seu oponente de segundo turno Eduardo Paes (DEM), o ex-magistrado alcançou 4.675.355 votos nominais, contra 3.134.400 do ex-prefeito do Rio. Essa é a primeira experiência política de Witzel.

A vitória se concretizou por volta das 19h. Witzel é o primeiro não-fluminense a assumir o Palácio Guanabara desde o segundo mandato de Leonel Brizola, em 1991. Paulista de Jundiaí, Wilson José Witzel tem 50 anos e é advogado. Foi fuzileiro naval e juiz federal por 17 anos. Em sua primeira eleição para um cargo público, o ex-magistrado passou boa parte do primeiro turno com menos de 5% das intenções de voto nas pesquisas eleitorais. Apenas na última semana antes das eleições as pesquisas registraram a disparada de Witzel, que terminou o primeiro turno na primeira colocação, com 3,15 milhões de votos. No segundo turno, liderou toda a corrida eleitoral, apesar de Eduardo Paes (DEM) ter se aproximado dele no final.

Com o lema “Mudando o Rio com Juízo”, Wilson Witzel aliou sua imagem de político novo com a sua experiência na magistratura para criticar as gestões de Sérgio Cabral (2007 a 2014) e de Luiz Fernando Pezão (governador desde 2014) e angariar o apoio do eleitorado. Em seu primeiro pronunciamento após a eleição, Wilson afirmou ter recebido uma ligação de seu oponente, Eduardo Paes (DEM), e que espera contar com ele em uma “união a favor do Rio de Janeiro”. “O antagonismo que temos nas ideias, agora precisa se transformar numa união a favor do estado do RJ. Alguns pontos em comum precisam ser solidificados na segurança pública especialmente, porque o trabalho é árduo e certamente a gente vai precisar do apoio de todos”, disse o governador eleito.

Witzel garante recuperar o RJ em 4 anos nas áreas que considera as mais importantes: “O RJ será manchete de todos os jornais nas áreas de saúde, segurança, educação e economia”. O novo governador afirmou que irá negociar o uso das Forças Armadas com o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), e que fará também uma proposta ao novo chefe do executivo para excluir o Estado do Acordo de Recuperação Fiscal assinado por Luiz Fernando Pezão.

VOTAÇÃO EM MARICÁ

Wilson Witzel (PSC) teve o dobro de votos de Eduardo Paes (DEM) em Maricá. Witzel conseguiu 46.106 votos nominais no município, enquanto o ex-prefeito da capital, que hostilizou Maricá em ligação com o ex-presidente Lula, angariou a preferência de 23.078 eleitores da cidade. Confira abaixo os dados divulgados pelo TSE:

*com informações da Agência Brasil

Notícias Relacionadas