Rio de Janeiro,

segunda-feira, agosto 2, 2021
spot_img

Leia a nossa última edição #39

Bairro Seguro Itaipuaçu completa um mês

Mais lidas

O programa “Bairro Seguro”, iniciativa da PM em parceria com a Prefeitura de Maricá, tem tido boa receptividade por parte da população. De acordo com a Secretaria de Ordem Pública e Gabinete Institucional (SEOP), a PM deverá divulgar nos próximos dias um balanço do primeiro mês de atuação dos programas lançados, incluindo o de Maricá.

Lançado no dia 15 junho, o programa Bairro Seguro visa estreitar a comunicação da população dos bairros com os policiais militares, que atuarão sempre nos mesmos locais. Maricá é a única cidade, fora a capital, a receber o programa de policiamento de proximidade.

O secretário Júlio César Veras citou ainda outros projetos da SEOP que estão sendo elaborados para começar a funcionar nos próximos meses. “São muitos os desafios. Entre eles está a expansão do nosso monitoramento por câmeras, cujo processo de contratação está com a Secretaria de Planejamento. Vamos também mudar e ampliar toda a frota de veículos do Proeis e da Guarda Municipal, para a qual também queremos adquirir sua primeira sede própria e estamos preparando uma base no Condado. Estamos em negociação para construir bases da GM em cada distrito também”, adiantou.

Nas ruas de Itaipuaçu, a presença das equipes que atuam no Bairro Seguro é celebrada por moradores e comerciantes. “É uma sensação de segurança e também de alívio por saber que o policiamento aumentou e que podemos sair com mais tranquilidade. Vim morar aqui há 16 anos e, no início, tinha medo de ir à rua porque era escuro e achava perigoso. Além disso, tive minha casa invadida uma vez, o que só aumentou o medo. Mas hoje me sinto muito mais segura pois vejo que tem mais polícia circulando por aqui”, afirmou a nutricionista Talita Monteiro

“O que mudou notoriamente foi a interação da polícia com a população e isso trouxe maior sensação de segurança. Esse era o grande objetivo: polícia de proximidade, contato com o cidadão e inserção no dia a dia da comunidade. O retorno da população vem sendo muito positivo”, atestou Júlio César Veras, titular da SEOP, ressaltando que ainda é cedo para falarmos em expansão do programa no município. “Temos que dar ênfase ao atual, realizar eventuais ajustes e torná-lo mais robusto”, afirmou o secretário.

spot_img

Últimas noticias