Circuito Serra e Mar: Maricá invade Nova Friburgo e apresenta potenciais turísticos

Fotos: Elsson Campos / PMM

Fotos: Elsson Campos / PMM

Circuito Serra e Mar. Assim ficou definida pelo prefeito Fabiano Horta a parceria entre os municípios de Maricá e Nova Friburgo, na Região Serrana do Estado. Por dois dias, uma comitiva de Maricá apresentou os potenciais turísticos e possibilidades de investimentos da cidade para integrantes do governo, empresários e população friburguense. O intercâmbio foi promovido pela Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) e a Federação Estadual de Conventions, Visitors & Bureau do Rio de Janeiro.

Os prefeitos Fabiano Horta e Renato Bravo assinaram um termo de cooperação para promover o desenvolvimento entre os dois municípios denominado de Circuito Serra e Mar de Turismo. “Esses processos do dia a dia que a gente gosta são fundamentais para que as cidades avancem. Há um leque de ações que podemos pensar e elaborar em conjunto, como na agricultura, criando um polo de agroecologia, já que Friburgo tem toda uma vivência consolidada no assunto. Também um pólo universitário, considerando que aqui também já se vive isso e queremos difundir essa expertise para Maricá”, disse Fabiano, que falou ainda da satisfação em assinar a parceria. “Somos os primeiros municípios do Conleste a firmar um acordo bilateral, que tenho certeza vai gerar renda e desenvolvimento para as nossas populações. Estamos abrindo as portas dos dois municípios para nos conhecer e para que nossos empresários vejam oportunidades”, afirmou.

Um grupo de 36 costureiras, composto de alunas dos cursos de qualificação oferecidos pela Prefeitura de Maricá, conheceu em Nova Friburgo o Centro de Formação Profissional para Indústria do Vestuário (Cevest) e também a maior fábrica de lingerie que fornece para as grandes lojas de departamentos do país. A visita aconteceu no dia 31/08 durante o intercâmbio entre os dois municípios que formou o Circuito Serra e Mar de Turismo. Maricá apresentou durante dois seus potenciais turísticos e programas sociais desenvolvimentos no município a empresários, membros do governo e população friburguense.
 
“Eu só vinha aqui para comprar pra revender. Amei a visita. A gente pega uma peça, mas requer muito trabalho, muitas máquinas e não é fácil. Já aprendemos nos cursos a fazer os pilotos e agora estamos fabricando shorts, bolsas e calças. Para nós pagar um curso desse sai caro”, disse, entusiasmada, Eliane Feitosa, moradora de Itaipuaçu e aluna do curso de costura oferecido pela Prefeitura.
 
A proposta do intercâmbio entre as duas cidades serve para o compartilhamento de atrações turísticas e possibilidades de negócios. A visita ao Cevest possibilitou às costureiras de Maricá conhecerem toda a fase de formação da mão de obra que atua na indústria do vestuário. Friburgo deverá visitar Maricá em janeiro de 2019 durante a alta temporada de verão.
 
A costureira Márcia Lopes, também moradora do MCMV de Itaipuaçu, acredita que a experiência vai ajudar na cooperativa de costureiras de Maricá. “Com a ajuda da Prefeitura teremos um meio de emprego para várias pessoas. Hoje foi uma grande experiência. Na minha época era tudo na mão e hoje é tudo mais moderno. E essa experiência vai nos ajudar no sonho da nossa cooperativa e vamos ter uma fábrica assim também”, comemorou.
 

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.