Ecoturismo: TransMaricá terá 60 quilômetros de trilha

Já imaginou conhecer Maricá por locais “quase” escondidos aos nossos olhos? A partir desta sexta-feira (13) a cidade passa a contar com a TransMaricá, um projeto de trilhas que vai inserir a cidade no setor de ecoturismo, passando por belezas culturais e locais históricos. Oportunidade de cruzar a cidade de leste a oeste passando por lindas paisagens e áreas naturais protegidas, num tempo aproximado de três dias.

O projeto integra três etapas, totalizando 60 quilômetros. Nesta primeira, o percurso terá início na praça do Spar, passando por Cassorotiba e pela Rampa de Parapente até chegar ao bairro Pindobas, no Retiro, um trecho de 19,4 km de extensão. Todo trajeto recebeu placas de sinalização no padrão internacional, além de dois totens trilíngues no início do percurso, com mapa, orientações e avisos sobre a rota a ser percorrida.

“Queremos consolidar os caminhos de Maricá como uma referência de quem faz trilha no Brasil. É uma vocação natural da cidade. Queremos a partir deste primeiro marco que as pessoas vivam essa realidade transformadora. Sabemos que as pessoas, a cada dia, entendem essa relação com a natureza, possuem essa necessidade de estar com a natureza. Acima de tudo é uma vocação da cidade que será mostrada e entendida”, disse o prefeito Fabiano Horta.

Para quem gosta de desafios e adora correr nas trilhas, o percurso não apresenta grandes dificuldades.

“O percurso é considerado uma trilha fácil para quem é raiz. Pode ser feita de moto, carro ou até”, disse o trilheiro, Alberto Matrilhas.

Felipe Zeidan, geografo e coordenador geral da TransMaricá, contou como foi estudar e fazer o georreferenciamento da trilha.

“Estudamos durante um ano, levantamos toda história do caminho. Tiramos todos os marcos e definimos o local da instalação de cada placa. São sinalizações padrão internacional para deixar o usuário mais informado. Essa inauguração foi muito importante, foi uma etapa trabalhosa, mas muito bom”, contou.

Para o secretário de Cidade Sustentável, Helter Ferreira, promover o ecoturismo será fundamental para a cidade.

“Queremos usar nossos atrativos naturais de forma sustentável, conectando nossas unidades de conservação com outras unidades próximas ao nosso município. A TransMaricá, vai ajudar a promover o ecoturismo e a atrair mais turistas e dividendos para nossa cidade”, avalia o secretário da pasta, Helter Ferreira.

Próximas etapas – O segundo trecho da TransMaricá ligará do Retiro até o Silvado e o terceiro ligará esses pontos até o Espraiado. O total da TransMaricá terá 60 quilômetros.

Notícias Relacionadas