Rio de Janeiro,

sábado, setembro 18, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #40

Em visita, Cláudio Castro entrega recursos à Maricá referente à venda da Cedae

Mais lidas

O governador do estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro entregou nesta terça-feira (24), a primeira parte do valor que cabe ao município referente aos recursos adquiridos no leilão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), realizado em 30 de abril deste ano.

Foi entregue neste primeiro momento, ao prefeito de Maricá, Fabiano Horta, o correspondente a 65% desse valor, ou seja, aproximadamente R$ 100 milhões. Segundo o governo do Estado, o valor total da parte que cabe a Maricá é de cerca de R$ 154 milhões.

O prefeito de Maricá, Fabiano Horta ressaltou a importância da trabalho em conjunto do Governo do Estado e a Prefeitura de Maricá. “Temos um desafio na cidade, que é a superação de falta d’água e não esgotamento sanitário da cidade, que hoje se materializa em Maricá. A cidade vive uma dramaticidade história de água e esgoto, algumas redes já foram estendida, mas a cidade pelo gigantismo territorial precisa dessa capacidade de investimento e ação, a Companhia de saneamento do município, esse recurso é muito bem vindo”, pontuou.

“Esse valor será aplicado na expansão na rede de água e saneamento. Concessão do saneamento foi estendida até 2028, para que seja aplicado na feitura de redes em Itaipuaçu e no 2º distrito para que a gente salve nosso conjunto lagunar e oferte de verdade esgotamento sanitário como um todo”, explicou.

Para ser vendida, a Cedae foi dividida em quatro blocos. O bloco 1 foi arrematado pelo consórcio Aegea, no valor de R$ 8,2 bilhões, absorvendo 18 bairros da Zona Sul da capital e 18 municípios, entre eles, Maricá.

Ainda de acordo com o governo estadual, o segundo repasse, correspondente a 15%, está previsto para acontecer assim que a Aegea Saneamento, uma das empresas vencedoras do leilão da Cedae, assumir a operação. Já o terceiro e último repasse, correspondente a 20%, tem previsão de ser entregue a Maricá, um ano após o início da operação pela Aegea.

É importante lembrar que esses recursos serão investidos em infraestrutura e foram obtidos com a privatização da Cedae, sendo repartidos entre os 29 municípios impactados pela concessão, o Instituto Região Metropolitana (IRM) e o Governo do Estado.

Dos 22,6 bilhões arrecadados com as outorgas, o estado ficará com 17,478 bilhões e os municípios que aderiram ao plano repartirão R$ 7,688 bilhões. O IRM vai receber R$ 522,269 milhões.

spot_img
spot_img

Últimas noticias