Empresa de Táxi aéreo visita dependências do aeroporto de Maricá

Foto: Clarildo Menezes / Divulgação PMM

Foto: Clarildo Menezes / Divulgação PMM

O aeroporto de Maricá recebeu na tarde desta quinta-feira (19/12), os diretores da empresa de Táxi aéreo CHC Brasil. O objetivo da visita foi conhecer as dependências do aeroporto como, pista de pouso, pátio, estrutura do terminal de passageiros, salas de operação, espaços internos para aeronaves, locais de armazenamento de peças, controle de segurança, equipamentos como radiofrequência, entre outros itens.

Após a visita, José Orlando Dias, presidente da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), que administra o aeroporto, destacou que, na visão técnica da empresa, o aeroporto responde aos pré-requisitos para sua operação. “É o primeiro maior passo da história. O aeroporto de Maricá é um ponto estratégico na logística do offshore. A cidade por si só é atrativa para essa operação e nós estamos dando o equipamento para isso, o que não se tinha antes”, relatou.

Na última terça-feira (18/12), o Serviço Regional de Proteção ao Voo e do Controle de Aproximação do Aeroporto do Galeão visitou as dependências a fim de realizar inspeção para implantação do RNAV, procedimento responsável por fornecer aos pilotos a trajetória por meio do sistema GPS, que baliza a navegação aérea, além das rotas de aproximação para pousos e decolagens com operação de instrumentos (IFR) em qualquer condição de tempo.

O aeroporto foi reaberto em maio, mês de aniversário da cidade, e servirá de base para operações offshore no litoral do Leste Fluminense já que encontra-se a apenas 200 km das plataformas que operam o pré-sal na Bacia de Santos.

Notícias Relacionadas