spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

“Estamos vivendo um pesadelo”, diz família de Cici Maldonado, morto em SG

spot_imgspot_img

Mais lidas

A princípio eu não estou nem acreditando o que aconteceu. Acho que nós estamos vivendo um pesadelo”. Foi assim que Joel Gama, 37 anos, genro do vereador Cici Maldonado (PL), morto com um tiro na cabeça no final da noite de terça-feira (07/11), na frente de casa; resumiu seus sentimentos. O corpo do parlamentar está no Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó aguardando liberação para o velório e sepultamento.

Clique aqui para seguir o Errejota Notícias pelo WhatsApp

Joel disse que tenta buscar conforto e apoiar a família. “Estou tentando ter forças pra poder auxiliar, assistir a minha esposa e os familiares para poder dar um último adeus digno. Eu não tenho pai e ele substituiu. É só isso que eu posso dizer”, desabafou muito emocionado.

Parte da família de Cici deixa IML sem falar com imprensa. Foto Raquel Morais

Assim que o corpo for liberado seguirá para a Igreja Batista do Porto do Madama, onde acontecerá o velório. O sepultamento está marcado para às 16h desta quarta (08/11), no Cemitério Parque da Paz, no Pacheco.

BRIGA POLÍTICA
Testemunhas afirmam que, na semana passada, o vereador teria tido uma discussão com um pré-candidato para as eleições da Câmara de São Gonçalo, que será no ano que vem. Os dois teriam brigado em relação as comunidades do Paraíso e Patronato, como disputa por eleitores no reduto eleitoral de Cici.

INVESTIGAÇÃO
A investigação está a cargo da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG) que já fez a perícia no local durante a madrugada. A família disse que a casa do parlamentar e a casa de um vizinho possuem câmeras de segurança, mas que as imagens ainda não foram vistas.
Informações apontam que Cici estava dentro de casa quando foi abordado, retirado de dentro da casa e morto na calçada. Ainda segundo as informações os executores não quiseram matar o político na frente da mulher, que estava dentro de casa no momento do crime.

“São várias informações. Está muito confuso, a gente no momento não consegue pensar em nada. Se foi assalto, se foi latrocínio, se foi mandado, enfim, está muito recente, nem essas câmeras a gente teve acesso”, desabafou Joel.

As primeiras apontam que assessores do parlamentar o deixaram em casa quando foram abordados por criminosos, que anunciaram o assalto. Eles conseguiram fugir e se protegeram em uma residência, na própria Avenida Antenor Martins.

ENTENDA O CASO
O vereador de São Gonçalo Cici Maldonado (PL), Aldecyr Maldonado, foi morto à tiros na noite de terça-feira (07/11), no bairro Paraíso, onde morava com sua família. O parlamentar chegou a ser socorrido para o pronto socorro central, no bairro Zé Garoto, mas não resistiu e morreu aos 61 anos. Cici Maldonado deixa esposa e três filhas. O presidente da Câmara dos Vereadores decretou luto oficial por 3 dias.

PREFEITO SE MANIFESTA
O Prefeito de São Gonçalo, Capitão Nelson, usou suas redes sociais para lamentar a morte do parlamentar.

“Foi com muita tristeza que recebi a notícia da morte do vereador Cici Maldonado, que sempre foi um homem dedicado às demandas da população gonçalense. Nesse momento de dor, expresso minhas condolências à família, amigos e colegas de trabalho do parlamentar. Em homenagem ao amigo e vereador, decretei luto oficial de três dias no município. Também entrei em contato com o governador Cláudio Castro e pedi empenho na elucidação do caso. Confio no trabalho da polícia para esclarecer os fatos. Que os responsáveis sejam identificados e punidos, levando justiça para a família do vereador e todos aqueles que o acompanhavam”.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img