Rio de Janeiro,

terça-feira, setembro 28, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #40

Idosos de Itaboraí contam com unidade EJA de ensino integral para retornar os estudos

Mais lidas

“Não só aprender as letras, mas saber ler o mundo” com essas palavras da coordenadora da Educação de Jovens e Adultos da rede municipal de Itaboraí, Adriana Barbosa, anunciou para os alunos, professores e comunidade escolar o início das atividades presenciais das oficinas culturais, de arteterapia e de atividades físicas no Centro de Referência de Educação Municipal de Idosos de Itaboraí (CREMII), em Ampliação, na última sexta-feira (13).

A partir desse semestre, a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), através dessa unidade de Educação para Jovens e Adultos (EJA) voltada para alunos idosos a partir dos 50 anos passa a contar com o ensino integral oferecendo as oficinas extracurriculares no contraturno das aulas tradicionais. 


Única unidade escolar para terceira idade no Brasil, o CREMII oferece aos seus 141 estudantes a oportunidade de estudar diurnalmente com uma grade curricular exclusiva que busca dialogar com a experiência de vida dos alunos. Mais do que garantir o direito constitucional de acesso a Educação, a escola também propõe desenvolver através de aulas de dança, música, culinária e artesanato o bem-estar físico e emocional dos seus alunos. 


“Itaboraí tem um terço de sua população sem concluir o fundamental, pois abandonaram os estudos para trabalhar ou até mesmo porque foram proibidos. O CREMII existe para mudar esse quadro e lutar contra essa desigualdade. Não é para ler e escrever, queremos que nossos alunos tenham saúde e acesso a cultura para entender o mundo que vivem. Fazemos parte uma política pública de Itaboraí voltada para realizar uma educação pública de qualidade” explicou a coordenadora Adriana Barbosa. 


Fazendo parte dessa dura realidade, a aluna Irene Soares Baroni, de 72 anos, moradora de Vista Alegre, durante a solenidade, leu uma carta escrita por ela contando um pouco da sua história de superação para voltar aos bancos escolares através do CREMII. Com nove netos e oito bisnetos, Dona Irene emocionou a todos ao dizer que está encerrando o ciclo do último bloco da EJA e que vai continuar os estudos até se formar pedagoga.


“Vou está com 80 anos quando me formar em Pedagogia. Não vou trabalhar, mas terei o diploma como um troféu da minha sala. Quero mostrar que nós, idosos, somos capazes, competentes e ousados. E ser exemplo que nunca é tarde para estudar e correr atrás dos seus sonhos.” disse emocionada Irene Baroni que abandonou os estudos há 60 anos para ficar em casa tomando conta dos filhos.

A SEMED conta com 15 unidades noturnas que oferecem a modalidade de Educação para Jovens e Adultos (EJA). E duas unidades diurnas, a CREMII exclusiva para idosos, em Ampliação, e a  E. M. Roberta Maria Sodré, em Apolo. As matrículas estão abertas para novos alunos. Os interessados não precisam estar com os documentos escolares em dia, a própria direção faz uma avaliação de aprendizagem do aluno para nivelar e vê em qual ano ele se encaixa. O aluno recebe ainda ajuda para obter a documentação de comprovação escolar. E ao encerrar os ciclos fundamentais, a SEMED realiza também o encaminhamento para o ciclo EJA de ensino médio ou técnico.

“Durante a pandemia, foi um desafio manter os alunos da EJA estimulados a continuar os estudos através do envio dos trabalhos remotos e contato constante através dos aplicativos. Agora queremos estimular a matrícula de novos alunos, diferentemente do ensino tradicional, a EJA pode ser iniciada a qualquer momento. Peço para que a população venha se matricular, mas do que um sonho, estudar é um direito”, falou o secretário municipal de Educação, Mauricílio Rodrigues. 


Serviço
Educação para Jovens e Adultos (EJA) de Itaboraí

E-mail: ejasemeditaboraí@gmail.com

Telefone (21) 2635-4199

spot_img
spot_img

Últimas noticias