spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

Incêndio em Charitas: Coordenadoria de Meio Ambiente de Niterói monitora local

spot_imgspot_img

Mais lidas

O incêndio de grandes proporções em uma vegetação em Charitas, na noite de segunda-feira (17/07), chamou atenção para os perigos das queimadas. O clima seco e a baixa da temperatura, característicos desse período, são fatores que propiciam as queimadas. A Coordenadoria de Meio Ambiente (CMA) da Guarda Civil Municipal de Niterói está monitorando o local com a finalidade de evitar novos focos de incêndio.

O acionamento aconteceu 17h55min e as chamas foram controladas às 20h10min. Nessas mais de duas horas a intensidade do incêndio, altura das chamas e quantidade de fumaça preocuparam moradores da região e motoristas. O fogo começou na Tv. Dr. João Leitão, altura do número 80, brigadistas do Quartel de Charitas atuaram no local.

As prefeituras de Niterói e Maricá estão preparadas para trabalhar em situações como essa e especialistas dão dicas de como evitar esses acidentes.
No início do mês Niterói lançou o Plano de Inverno com ações de diversos órgãos na preparação e prevenção às adversidades dessa época do ano, como a baixa da temperatura e da umidade do ar, além da estiagem que pode provocar queimadas.

O plano foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Defesa Civil e Geotecnia (SMDCG) e prevê ações coordenadas e monitoramento (24h) de ocorrências naturais (meteorológicas) ou não (incêndios) para mobilização rápida e eficiente das equipes.

Maricá
A Prefeitura de Maricá fez uma palestra, na segunda-feira (17/07), sobre práticas de combate às queimadas, na Unidade de Conservação do Espraiado. Profissionais da Defesa Civil, Guarda Ambiental e Cidade Sustentável participaram do encontro.

“A Defesa Civil trabalha com a questão da resposta, mas temos como o foco a prevenção e a mitigação. A população tendo consciência para não colocar fogo em lixo, não jogar guimba de cigarro na estrada. Ou seja, são pequenos atos que fazem toda a diferença na mitigação desse problema”, disse a meteorologista Natália Silva de Oliveira.

Dados do Inpe
Segundo análise do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Portal do Monitoramento de Queimadas e Incêndios Florestais, reúne os principais focos de incêndio em todo o país. Na análise do Rio de Janeiro, desde o início do segundo semestre desse ano (01/06/2023), até essa terça-feira (18/07/2023), a cidade de Maricá, Itaboraí e São Gonçalo tiveram focos de incêndio dentro de um ranking de 38 municípios.

Recomendações do Centro de Monitoramento e Operações (CMO) da Defesa Civil de Niterói:

  • Não queime lixo e não deixe que outras pessoas façam o mesmo.
  • Não solte balões, pois eles podem cair sobre residências, ferindo pessoas. Quando caem nas matas provocam queimadas que destroem toda vegetação e a vida animal que ali vive.
  • Não jogue ponta de cigarro aceso próximo à vegetação;
  • Algumas práticas religiosas utilizam velas ou materiais que podem provocar um princípio de incêndio no ambiente. Sendo assim, assegure-se quanto ao risco no local e evite a propagação de incêndios.
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img