Inocentes de Maricá faz 17 anos e promete festa pós-pandemia

O Grêmio Recreativo de Escola de Samba (GRES) Inocentes de Maricá está completando nesta quarta-feira, 20 de maio, 17 anos. Normalmente a data é comemorada com muita festa, mas a agremiação vai deixar para depois dessa pandemia do Covid-19 que vem mantendo o povo em suas residências.

Segundo o presidente Alexandre Oliveira a Inocentes é uma “fábrica de sonhos, uma cooperativa de alegria”.

“A Inocentes de Maricá é isso aí e muito mais. Vamos comemorar, mas com cada um no seu cantinho. Brevemente, estaremos juntos festejando os 17 anos da nossa escola que nasceu no Condomínio Santa Paula setor B ”, disse Alexandre Oliveira.

História

No seu primeiro desfile em 2004, foi vice campeã do grupo de acesso. Se afastou das passarelas por dois anos e em 2007 foi campeã do grupo de acesso. Em 2008, conquistou o campeonato do grupo especial de Maricá.

Como o desfile das escolas de samba em Maricá ficou interrompido por 11 anos, a agremiação azul e amarelo foi participar do carnaval de Niterói. Lá, em 2010, levou Maricá para o pódio conquistando o vice-campeonato do grupo especial. Em 2011, a Inocentes de Maricá ficou em terceiro lugar.

Retomada do carnaval em Maricá

Com a eleição de Fabiano Horta (PT) para prefeito de Maricá, em outubro de 2016, o mundo do samba maricaense teve a promessa de que o desfile voltaria. A partir daí, as escolas de samba da cidade começaram a se programar.

De lá para cá, a Inocentes de Maricá que tem como madrinha a União da Ilha do Governador, programou uma série de eventos, entre eles, feijoadas com grandes nomes do mundo do samba, gerando emprego, renda, atraindo turistas e movimentando a cultura de Maricá.

A Inocentes de Maricá e outras co-irmãs voltaram a passarela neste carnaval de 2020 para uma exibição especial, sem rebaixamentos.

 

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.