Mototaxistas de Maricá reclamam de fiscalização da prefeitura

Um vídeo que circula pelas redes sociais opôs mototaxistas e a Prefeitura de Maricá por conta das apreensões realizadas pela Secretaria de Transportes nos últimos dias. Os mototaxistas afirmam que as abordagens feitas fogem do padrão. No vídeo, o mototaxista Sidinei Marques, afirma que havia um entendimento com a prefeitura para que as apreensões não ocorressem até que todos os veículos estivessem vistoriados. 

O profissional reclamou ainda de uma suposta grosseria por parte dos agentes da Secretaria. “Os camaradas colocam o colete vermelho da prefeitura e se acham a autoridade máxima e desprezam o mototáxi de Maricá, eles chegam no ponto coagindo, gritando e não deixa nem o mototáxi se apresentar”, disse.

A Prefeitura contestou, em nota, que haveria mais prazo para regularização dos veículos. “A Prefeitura de Maricá esclarece que a Secretaria de Transportes publicou no Jornal Oficial de Maricá (JOM), no dia 16 de abril, a data da vistoria dos 146 mototaxis da cidade. A vistoria foi marcada para 14 de maio. Antes do vencimento, a secretaria notificou os mototaxistas nos pontos e, apesar disso, apenas 12 profissionais dos 146 realizaram a vistoria”, descreve a nota.

Os mototaxistas pedem mais prazo para regularizar as motos. Eles afirmam que há demora na emissão dos documentos e que a categoria tem que se organizar para pagar as taxas. “O ISS nosso é um ISS mais caro. O ISS do mototáxi é quase o dobro do imposto pago por um taxista”, acrescentou o profissional no vídeo.

A Prefeitura ainda completou na nota: A” secretaria informa que fiscalizações são necessárias e que quem presta o serviço no município tem que estar em dia com a documentação para a segurança do usuário e sua própria. A prefeitura acrescenta que os mototaxistas que ainda não realizaram a vistoria devem ir até a Secretaria de Transportes que fica no Caxito e dar entrada no protocolo para realizá-la. Apenas o protocolo não garante que os profissionais possam continuar atuando. É necessário a vistoria que está sendo marcada para no máximo 48 horas depois do atendimento”.

Notícias Relacionadas