Niterói prorroga medidas restritivas até o dia 18

Medida será detalhada em decreto que será publicado nesta quinta-feira Foto: Divulgação / PMN

A Prefeitura de Niterói vai prorrogar até o dia 18 de abril o Período Emergencial de Prevenção contra a Covid-19. O decreto com a prorrogação será publicado no Diário Oficial do Município deste sábado (10). Serão mantidas as proibições adotadas desde o dia 26 de março, mas há algumas recomendações novas: supermercados só poderão vender alimentos, bebidas e produtos de higiene e limpeza. Além disso, restaurantes não poderão mais funcionar com o serviço de retirada no local (takeaway), apenas através de delivery e drive thru.

Como na última semana, lanchonetes, cafeterias e restaurantes poderão abrir para atendimento ao público a partir da quinta-feira (15). Lanchonetes e cafeterias, das 8h às 20h, com taxa de ocupação de 30%; restaurantes, das 11h às 21h, com ocupação de 50%. Os estabelecimentos devem seguir os protocolos sanitários de higienização e distanciamento social em área interna de 4m² e externa de 2,25m².

As aulas presenciais na rede privada seguem permitidas apenas para a Educação Infantil. As aulas do Ensino Fundamental, Médio e Superior seguem autorizadas apenas no formato on-line. Em pronunciamento nas redes sociais, o prefeito de Niterói, Axel Grael, falou sobre a situação que a cidade e o País atravessam e o trabalho da Prefeitura para cuidar da saúde e da economia.

“Nós estamos vivendo o pior momento dessa pandemia, com número de óbitos chegando a níveis inesperados lá no início dessa crise. Há um ano, estamos fazendo um grande esforço no enfrentamento da Covid-19, com políticas de apoio e auxílio ao cidadão e às empresas. Niterói se tornou referência. O Renda Básica recebeu quase R$ 500 milhões em repasses. O Empresa Cidadã ajuda mais de 2.800 empresas, protegendo 12 mil empregos. Na semana que passou, recebemos um documento encaminhado por empresários da cidade, com uma série de reivindicações para ampliar o apoio ao setor. Ouvindo essa demanda, nós anunciamos o novo programa Empresa Cidadã, que vai fazer com que a gente dobre o número de empregos protegidos. Não podemos esquecer que estamos passando por um momento muito difícil em Niterói. No momento, a taxa de ocupação nas UTIs públicas está em 82% e 90% nas privadas”, destacou Axel Grael.

O prefeito também apresentou os números da doença no Painel de Monitoramento de Alerta COVID-19. Do dia 28 de março a 5 de abril, a cidade manteve o crescimento do indicador síntese, que chegou a 12,88. No último dia 7, o indicador teve a primeira queda em semanas, e nesta sexta (09), chegou a 11, como reflexo de medidas tomadas nas últimas semanas.

“Desde o início de março, tomamos medidas restritivas para segurar o avanço da doença em Niterói, e desta forma estamos conseguindo manter a cidade protegida. Começamos a verificar uma redução do nosso indicador síntese, que voltou a 11. Se chegarmos a 10, entramos em uma situação menos complicada. Não é o momento de colocarmos a perder tudo que conquistamos nas últimas semanas”, defendeu.

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, explicou que o desenvolvimento da doença na cidade tem características diferentes do cenário em 2020.

“As internações estão acontecendo mais rápido e os casos são mais graves. Temos mais internações, que deixam pacientes mais graves e com aumento percentual das pessoas jovens sendo atingidas. Essas 3 características são importantes. Para enfrentar esse problema, precisaremos novamente mobilizar o que temos de melhor na nossa sociedade: a cidadania e a empatia do niteroiense”, pontuou.

Notícias Relacionadas