Polícia Civil indicia Flordelis por cinco crimes; saiba quais

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Apontada como mandante do homicídio do próprio marido, o Pastor Anderson do Carmo, a deputada federal Flordelis foi indiciada por cinco crimes diferentes no inquérito que investiga o crime. A parlamentar não foi presa na manhã desta segunda (24) apenas por ter foro privilegiado.

LEIA MAIS: Flordelis é acusada de ser mandante da morte do pastor Anderson

Flordelis foi indiciada pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, falsidade ideológica, uso de documento falso e organização criminosa majorada.

As investigações apontaram que Flordelis mandou matar o marido por conta de uma disputa que envolvia dinheiro e poder. Anderson era quem controlava a vida financeira, política e profissional da pastora, cantora e deputada federal.

Por conta da prerrogativa de foro, uma cópia do inquérito será encaminhado à Câmara dos Deputados. Medidas restritivas foram solicitadas para a 3˚ Vara Criminal de Niterói, já que a prisão só pode ser determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O Legislativo Federal precisará avaliar a adoção de medidas administrativas, como prevê a Constituição.

O partido de Flordelis, PSD, anunciou que já abriu processo interno para suspensão e expulsão da parlamentar dos quadros do partido. “Diante do indiciamento da parlamentar, o corpo jurídico do partido adotará as medidas para a suspensão imediata de sua filiação e, a partir dos desdobramentos perante a Justiça, serão adotadas as medidas estatutárias para a expulsão da parlamentar dos seus quadros”, disse o presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab, em nota.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.