Protesto na RJ-104 complicou trânsito na região neste sábado (25)

Foto: Ibici Silva / Plantão Enfoco

Um protesto na manhã deste sábado (25) bloqueou parcialmente a RJ-104 no sentido Alcântara, na altura da passarela do Colubandê. O ato foi provocado após a morte de Jorge José Elias de Laia, de 61 anos.

O protesto, que contou com a presença de aproximadamente 50 manifestantes, chegou a causar cerca de três quilômetros de congestionamentos. Agentes do Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRv) acompanharam a manifestação. Não há indícios de confusão.

Jorge, que segundo os manifestantes era pedreiro, morreu na tarde de ontem após ser baleado durante uma operação do 7° Batalhão de Polícia Militar (BPM) na comunidade em que morava, ‘Seis Pedal’. Ele chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT) pelos próprios policiais, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada na unidade de saúde.

Jorge morreu no dia em que completava 61 anos. Segundo familiares, a vítima foi alvejada por volta das 17h, na esquina de casa, quando voltava de uma festa de aniversário no bairro Arsenal, também em São Gonçalo.

Os familiares disseram, ainda, que Jorge residia na comunidade há 30 anos e que nunca teve qualquer envolvimento com o crime. Eles questionaram, ainda, a versão da polícia, que afirmou ter apreendido uma pistola e dois rádios transmissores com o pedreiro.

Em nota, a Polícia Militar informou que fazia patrulhamento na comunidade quando foram atacados. Os agentes reagiram e balearam um dos suspeitos, que foi socorrido e levado para o Hospital Alberto Torres. Um revólver e dois rádios transmissores teriam sido apreendidos com ele. Por fim, a nota informa que a ocorrência foi registrada na 75ª DP – Rio do Ouro.

A família aguarda a liberação do corpo, que está no Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó, para dar seguimento aos trâmites de velório e sepultamento.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.