Rio de Janeiro,

sábado, setembro 18, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #40

Rei de bateria do Sossego participa do primeiro ensaio de bateria

Mais lidas

A noite da última quarta-feira (8), Juarez Souza, primeiro Rei de Bateria do Acadêmicos do Sossego, participou do primeiro ensaio da bateria.

O Rei, que também é maquiador de noivas e estudante de medicina, reside em Fortaleza, no Ceará, mas fez questão de participar do primeiro ensaio da bateria Swing da Batalha, visando o carnaval de 2022.

“Aproveitei o feriado da independência para conseguir uma folga nos estudos e no trabalho e vir reverenciar minha bateria. Estar aqui no primeiro ensaio é um momento de muita emoção” contou o Rei.

Esbanjando estilo e com uma proposta diferente do tradicional, Juarez apostou em um look  assinado pelo renomado estilista Guilherme Alves, composto por camisa com estampa de zebra nas cores azul e preto, cravejada com cristais nas mesmas cores e calça azul escuro.

Responsável pela bateria da Azul e Branco de Niterói, Mestre Laion comentou sobre a chegada do Rei para 2022.

“Juarez chegou com força total e com muito gás ao nosso time. Vem sendo um grande parceiro incansável pela nossa bateria e está sempre buscando o melhor para nossa escola. Estamos conversando muito e podem ter certeza de que a participação dele vai abrilhantar ainda mais a nossa apresentação. O nosso objetivo é fechar a noite de sexta-feira de carnaval com chave de ouro” contou Mestre Laion.

Conhecido por suas inovações e criatividade durante os desfiles, o mestre também falou sobre o trabalho que vem sendo feito com a Swing da Batalha.

“Faz parte do nosso trabalho buscar inovações e interações com o público. Estamos trabalhando com algumas paradinhas e buscando o melhor pensamento dentro da letra do samba. Podem esperar muitas surpresas e muita ousadia em 2022”, disse Laion.

Mesmo sendo muito querido na comunidade por seu carisma e simpatia, foi o samba no pé de Juarez que atraiu os olhares dos presentes na noite desta quarta, provando  que se o carnaval fosse hoje, o Rei já estaria pronto para brilhar na Sapucaí.

“Tenho buscado dar o meu melhor mesmo com a pandemia e  todas as restrições que ela impõe.  Aprendi a sambar sozinho, mas hoje faço aulas de aprimoramento com o professor Gabriel Castro, para tirar alguns vícios de movimentos, além de aprender firulas e técnicas novas que vão me ajudar no desfile” explicou Juarez.

No próximo Carnaval, a Azul e Branco de Niterói levará para a Sapucaí o enredo “Visões Xamânicas”, que será desenvolvido pelo carnavalesco André Rodrigues.

spot_img
spot_img

Últimas noticias