São Gonçalo Presente prende 11 criminosos em uma semana

Com a ação intensificada no município de São Gonçalo, as áreas de policiamento ampliadas e horário estendido das 5h às 23h, os policiais militares e agentes civis da Operação Segurança Presente registraram 20 ocorrências em apenas uma semana. Neste período foram efetuadas 11 prisões em flagrante por roubo, porte ilegal de arma de fogo, lesão corporal, dano ao patrimônio, entre outros crimes. Também foram retirados das ruas nove foragidos da justiça, com mandados de prisão em aberto. Um deles tinha três mandados por receptação, porte de arma de fogo e corrupção de menores e outro criminoso foi preso com um mandado de prisão por homicídio. Um veículo roubado também foi recuperado pelos agentes.

Para o coordenador da base, subtenente Denis Machado, o reconhecimento público motiva o trabalho dos agentes.

‘Sabemos o quanto o nosso trabalho está sendo importante para o gonçalense. Diariamente recebemos o agradecimento da população, com olhares de felicidade pela nossa presença nas ruas. Em retribuição, damos o nosso empenho e dedicação para trazer mais segurança a São Gonçalo’, disse o coordenador.

Nesta primeira semana de reforço, as assistentes sociais do Segurança Presente conheceram o território e estabeleceram parcerias. Na terça-feira (30/3), uma jovem de origem africana, de 21 anos, vinda de Camarões, na África, foi abordada pelos policiais militares que patrulhavam a Rua Presidente Kennedy, porque ela estava desorientada, com dificuldades de se comunicar e pedindo ajuda. Os policiais a levaram para a base da Operação onde foi auxiliada pela assistente social. A jovem disse ser refugiada, tinha todos os documentos, mas não tem moradia e nem emprego. Ela foi levada para a base da Lapa, no Rio de Janeiro, e de lá seguiu para um abrigo público para dormir, se alimentar e passar a ser acompanhada pelo serviço social.

A Operação São Gonçalo Presente reforça a segurança no município com 120 profissionais de segurança, entre eles policiais militares, agentes civis (egressos das Forças Armadas) e assistentes sociais. O patrulhamento é feito a pé, em motos e viaturas, em áreas urbanas de grande movimentação e concentração de estabelecimentos comerciais, das 5h às 23h, todos os dias da semana.

‘O início desse trabalho tem sido muito positivo. Os profissionais estão motivados, dispostos a oferecer o seu melhor. Eles estão conhecendo a cidade, as necessidades e a dinâmica das ruas do município. É um trabalho que será cada vez mais aprimorado, à medida que for amadurecendo. A receptividade da população com os profissionais tem sido a melhor possível’, disse o secretário de Ordem Pública de São Gonçalo, Major David Ricardo.

A base da Operação fica instalada na sede da Secretaria de Ordem Pública, na Avenida Presidente Kennedy, nº 765, no bairro Estrela do Norte.

Notícias Relacionadas