Violência contra mulher representa 10% dos casos registrados em Maricá

Errejota Notícias
Errejota Notícias

Um levantamento realizado pela 82ªDP (Maricá) mostrou que do total das ocorrências realizadas na distrital, 10% a 12% estão ligadas a violência contra mulher. Os dados são alarmantes e iniciativas para reduzir os casos já estão sendo estudadas pela delegada.

De acordo com a titular da unidade, Carla Tavares, os dados de violência contra a mulher são preocupantes e somente uma mudança de comportamento da mulher, registrando os casos de agressão, poderão mudar esse cenário.

“Muitas vezes essa violência ocorre no interior da própria residência. É muito chocante perceber que precisamos combater esse crime. É preocupante perceber que em Maricá temos um índice tão elevado de violência doméstica. Precisamos romper esse ciclo, mulheres precisam denunciar e não esperar pelo amanhã. Somente desta forma poderemos evitar o aumento do feminicídio”, disse a delegada.

Segundo os dados divulgados pelo setor de investigação da delegacia de Maricá, somente em 2018, até o princípio do mês de novembro, foram registrados 572 casos relacionados a Lei 11.340/06, Maria da Penha.

Sobre o dia Internacional da Mulher, a delegada fez um desabafo.

“Meu desejo é que não precisássemos de um dia  para falar destes assuntos, para lembrar que a mulher precisa ser respeitada”, finalizou.

Disque 180

O Ligue 180, central do governo federal que recebe denúncias de violações contra os direitos das mulheres, recebeu, nos primeiros dois meses do ano, 17.836 notificações, 36,85% superior ao constatado em 2018, segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).

Notícias Relacionadas