Crédito a juros zero para empresas em Niterói

Supera Mais Niterói Foto: Douglas Macedo

A partir do dia 16, a Prefeitura de Niterói  abrirá nova inscrição para pequenas empresas que desejam participar do Supera Mais e conseguir empréstimos a juros zero e com facilidade para pagamento. Esse será 3º lote de empresas que estará habilitado para solicitação do crédito por meio do Programa do Supera Mais. Para as empresas que já estão habilitadas no segundo lote, a solicitação poderá ser realizada até sexta-feira (13) e, então, o sistema será fechado. A lista com as empresas do segundo lote está disponível no site da Secretaria.

A secretária de Fazenda de Niterói, Giovanna Victer, ressalta a importância do programa na geração de renda e manutenção de empregos na cidade.

“O Programa Supera Mais está rodando muito bem. Por semana, são assinados aproximadamente 15 novos contratos. Já temos R$ 5 milhões emprestados que, somados ao Programa Niterói Supera, já somam R$ 35 milhões de capital circulando. São pequenas empresas que estão conseguindo empréstimo para capital de giro para a retomada de suas atividades em Niterói. O primeiro programa, Niterói Supera, atingiu empresas com um porte superior e como percebemos que as empresas menores, mas que empregam muito e são muito importantes para a cidade, não estavam conseguindo se capitalizar pelo banco, fizemos uma adaptação e licitação onde a AgeRio, que opera o sistema, emprestar os recursos da Prefeitura. Já temos quase 400 contratos assinados para empréstimos”, explica a secretária.

Vania Regina Pereira, dona de uma clínica de fisioterapia no bairro de São Francisco, há 13 anos, conta como a pandemia mudou seu olhar empreendedor.

“Foram quase 4 meses de portas fechadas, sem atender nenhum paciente. No espaço, temos uma piscina onde funciona hidroginástica e hidroterapia e não podia ter atividades coletivas. Como agravante, meu público é basicamente de idosos que receberam recomendações de médicos e familiares para não saírem de suas casas. Foram meses de muito medo e muita angústia sem saber o que ia acontecer. Para completar, o espaço é alugado e o que ajudou foi que o dono foi muito sensível à situação e conseguimos negociar o aluguel porque chegamos a pensar que não teríamos como continuar. Depois veio a expectativa de sermos contemplados com o Supera Mais e sair esse dinheiro pela Prefeitura. Com esse recurso, vamos investir em divulgação para atrair nosso público de volta e novos clientes. A pandemia, junto com o curso que a Prefeitura deu, abriu novos rumos e ideias para a retomada do negócio”, explicou Vania.

Todas as pessoas que pegam o empréstimo pelo Programa Supera Mais precisam fazer um curso no Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) antes da assinatura do contrato. O curso aborda a questão da gestão financeira das empresas.

“A ideia é que elas possam aplicar esses empréstimos da maneira mais eficiente possível para depois devolver os recursos aos cofres da Prefeitura”, enfatizou a secretária Giovanna. Os empréstimos têm 10 meses de carência e 36 meses para pagar sem juros. “É um apoio muito grande que a cidade está aportando para que as empresas continuem pujantes, gerando empregos e aquecendo a economia da cidade, promovendo o desenvolvimento”, finaliza a secretária.

Programas – O Niterói Supera é realizado em parceria com o Banco do Brasil. Nele, os empresários podem obter crédito com juro zero, carência de seis meses e prazo para pagamento de até 36 meses. Já o Supera Mais foi desenvolvido em parceria com a AgeRio para atender micro e pequenas empresas com faturamento anual de até R$ 1 milhão. Os juros serão assumidos pela Prefeitura de Niterói, e o tomador do empréstimo terá carência de até 10 meses para iniciar os pagamentos e possibilidade de quitação em até 36 meses.

Notícias Relacionadas