spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

Deputado Federal Daniel Silveira é preso novamente e volta para Batalhão Prisional em Niterói

spot_imgspot_img

Mais lidas

O deputado federal Daniel Silveira (PSL), que cumpria prisão domiciliar, voltou à prisão nesta quinta-feira (24). De acordo com a decisão, emitida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), o parlamentar violou a tornozeleira eletrônica de monitoramento por 30 vezes.

Na decisão, o ministro cita quais foram as violações cometidas por Daniel. “É possível contabilizar cerca de 30 violações, entre as quais, quatro relacionadas ao rompimento da cinta/lacre, vinte e duas pertinentes à falta de bateria e cinco referentes à área de inclusão”, diz o texto.

Daniel foi levado para o Batalhão Especial Prisional (BEP) da Polícia Militar do Rio, em Niterói. Ele já havia ficado na unidade em sua primeira prisão. O parlamentar chegou à unidade por volta das 20h.

Em nota, a defesa de Daniel Silveira afirmou que o parlamentar é um “preso político”. “Seu caso já passou da hora de ser tratado nos organismos internacionais de defesa aos direitos humanos. Ele é um preso político e assim deve ser tratado”, disse o advogado André Rios. Dois pedidos de habeas corpus já foram protocolados.

RELEMBRE O CASO:
Deputado que defendeu fechar STF é preso no Rio
Deputado preso por ameaçar STF também enviou mensagem com o mesmo comportamento ao prefeito de Niterói
Por unanimidade, STF mantém prisão do deputado federal Daniel Silveira
Dep. Daniel Silveira segue para prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img