Niterói fecha limites com municípios vizinhos e proíbe acesso

A partir de sábado, 04 de abril, Niterói irá restringir a circulação de pessoas de municípios vizinhos para dentro da cidade. O acesso só será permitido aos trabalhadores de serviços essenciais de saúde, segurança e demais essenciais a vida, como os definidos em decretos anteriores, através de identificação, tais como crachás. A restrição afeta cidades como Rio de Janeiro, Maricá e São Gonçalo e durará até o dia 18 de abril.

Serão feitos 28 bloqueios, 21 físicos utilizando com blocos de concreto, entre outros, com trafego interrompido. Somente será permitido o acesso com carros de passeio, após identificação, em 07 outros bloqueios, onde estarão agentes de forças especiais (Guardas Municipais, Agentes da NitTrans e Agentes do Niterói Presente). Além disso, o transporte público terá sua frota reduzida em 75%. Já o transporte de carga está mantido para garantir o abastecimento da cidade.

De acordo com Renato Barandier, mestre de planejamento e transporte pela COPE, será uma restrição muito firme de circulação de pessoas dos municípios vizinhos.

“É uma medida importante para reduzir a pandemia na cidade. Somente moradores e funcionários dos serviços autorizados a funcionar no município com crachás, contracheque ou declaração do empregador, além de um documento com foto poderão acessar a cidade”, falou Barandier.

Para o prefeito Rodrigo Neves, são medidas importantes que durarão duas semanas.

“Temos duas semanas críticas na evolução do contágio do coronavírus. Por duas semanas estudamos o projeto de restrição intermunicipal. Nós temos um movimento diário de 250 mil pessoas de fora para dentro de Niterói, nosso objetivo é manter achatada a curva de propagação do coronavírus”, declarou Rodrigo.

Rodrigo Neves destacou ainda a necessidade de se manter o isolamento social.

“Não vamos baixar a guarda. Os resultados estão importantes e positivos. Peço que perseveremos no isolamento, podemos salvar vidas ficando em casa”, pediu.

Notícias Relacionadas