Programa Artesanato entrega carteiras para artesãos de Maricá

O Programa de Artesanato do Rio de Janeiro, coordenado pela Secretaria de Estado de Turismo, entregou essa semana 412 carteiras aos artífices que cumpriram todas as etapas do cadastramento. Profissionais de dez municípios da região turística Costa do Sol foram contemplados com o recebimento do documento profissional.

O secretário de estado de Turismo, Gustavo Tutuca, reforça a importância do trabalho que está sendo executado pelo Programa de Artesanato neste momento em que, por conta da pandemia, muitas pessoas perderam seus empregos. ‘Sabemos das dificuldades financeiras que estão sendo enfrentadas por muitas famílias. O artesanato, além de importante gerador de receita regional, contribui para o desenvolvimento social e econômico da população. Ir até às cidades e entregar a Carteira Nacional do Artesão pode garantir, a esses profissionais, novas oportunidades’.

A Carteira Nacional do Artesão, além de garantir o acesso a microcrédito, oferece o reconhecimento profissional e várias vantagens, como a participação em feiras do Programa de Artesanato Brasileiro (PAB) e do Programa Estadual, capacitações, auxílio para divulgar trabalhos e benefícios com instituições parceiras, como descontos na compra de matéria prima.

Recentemente, a Setur-RJ e a Agência de Fomento do Rio (AgeRio) lançaram o ArtCred RJ, programa inédito de financiamento para artesãos fluminenses. A iniciativa é uma oportunidade para os artesãos desenvolverem seus negócios, aumentando a sua produção e, consequentemente, a renda. Os artífices que têm a Carteira Nacional poderão adquirir um crédito de R$ 300 a R$ 21 mil, com taxa de 0,25% ao mês. O prazo é de 24 meses e a carência de 12 meses e o crédito pode ser usado para aquisição de máquinas, equipamentos, reformas, reposição de estoque e capital de giro.

O subsecretário de estado de Turismo, Gerciano de Lima Luz, destaca que o trabalho do Programa de Artesanato não foi interrompido em nenhum momento. ‘Por entendermos a importância do artesanato para muitas pessoas, nosso atendimento continuou em formato online. Diariamente, esclarecemos dúvidas e auxiliamos no processo de cadastro, que também pode ser feito virtualmente. Além disso, realizamos no mês de março a Semana Estadual do Artesanato, em que aconteceram inúmeras palestras e oficinas de capacitação’.

A entrega das carteiras aconteceu presencialmente, cumprindo todas as regras de segurança sanitária, em Araruama, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Carapebus, Iguaba Grande, Maricá, Macaé, Quissamã, Rio das Ostras e Saquarema. De acordo com dados de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o artesanato envolve 10 milhões de pessoas e movimenta R$ 50 bilhões por ano. São números significativos que confirmam a importância da atividade na economia brasileira.

Notícias Relacionadas