“Quem me viu Chorar vai me ver sorrir”… VIradouro faz desfile perfeito

Reprodução TV Globo
Reprodução TV Globo

A Vermelha e Branco de Niterói segunda agremiação a passar pela Marquês de Sapucaí na madrugada desta segunda-feira (4) com 2.900 componentes, retornou ao Grupo Especial trazendo o brilho no olhar. A volta da agremiação mostrou o renascimento trazendo um contexto diferente da maioria das escolas que sobem da Série A, estrutura, equipe forte, planejamento e a aposta na ousadia da dupla Paulo Barros e Mestre Ciça.

“É difícil, cada ano é ano! Foi emocionante. Vamos assimilando crescendo”, disse Paulo Barros.

Fantasias, alegorias e muita maquiagem. Cada um destes detalhes fizeram a escola niteroiense mostrar que, muito mais que ficar no grupo Especial, a disputa pelo título pode estar mais perto do que se imagina.

Além de toda perfeição e luxo, um dos grandes destaque foi a “paradona” da bateria do Mestre Ciça.

“Fico agradecido ao Paulo. Fiz 30 anos de avenida e ganhei esse presente”, contou Ciça.

Notícias Relacionadas