Suplente de Flordelis é radialista investigado por rachadinhas na Alerj

Foto: Reprodução / Facebook Pedro Augusto

Por conta do escândalo envolvendo o apontamento como mandante do assassinato do marido, o Pastor Anderson do Carmo, a também pastora, cantora gospel e deputada federal Flordelis pode perder o mandato. Já corre na Câmara dos Deputados a informação de que o plenário da casa deve cassar seu mandato. Com isso, o radialista Pedro Augusto, ex-deputado estadual e primeiro suplente do PSD, é quem ficaria com a vaga.

LEIA MAIS:
Flordelis é acusada de ser mandante da morte do pastor Anderson
• Polícia Civil indicia Flordelis por cinco crimes; saiba quais

Pedro Augusto tem um programa na rádio carioca “Super Rádio Tupi” e é conhecido como o “Romeiro de Aparecida”. Foi deputado estadual por cinco mandatos e é investigado pela Operação Furna da Onça por operar um esquema de “rachadinhas” em seu gabinete.

Um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) aponta que funcionários do gabinete de Pedro Augusto na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) movimentaram R$ 4,1 milhões entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.

O radialista, por meio de nota, nega os atos, afirma que nunca se envolveu em qualquer irregularidade em sua vida pública, que repudia veementemente qualquer ato de irregularidade e que está à disposição para qualquer esclarecimento.

SIMILARIDADES – Pedro Augusto e Flordelis possuem algumas semelhanças. O radialista também é cantor e já vendeu mais de 100 mil CD’s. A religião é outro ponto de convergência entre ambos; Flordelis tem um ministério evangélico que leva seu nome, enquanto Pedro é católico, promove romarias à Basílica de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida no Norte-SP e tem uma rede de lojas que vende produtos religiosos.

Notícias Relacionadas