UFF fecha parceria com Niterói para vacinação da comunidade acadêmica

Vacina

A Universidade Federal Fluminense (UFF) fechou cooperação com a Prefeitura de Niterói para incluir sua comunidade acadêmica no programa de vacinação. A proposta é incluir toda a comunidade acadêmica da instituição no Plano Municipal de Vacinação, independente do município de residência, estudo ou trabalho. O objetivo é controlar o mais rápido possível a pandemia em Niterói e no estado do Rio de Janeiro.

O reitor da UFF, Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, esteve no Instituto Butantã, em São Paulo, em agosto do ano passado, junto com o ex-prefeito Rodrigo Neves, para acertar detalhes da parceria. O interesse foi formalizado em 30 de dezembro e ratificado no início em janeiro junto ao novo prefeito Axel Grael.

Nesse sentido, o cronograma de vacinação da comunidade da UFF seguirá o planejamento da Prefeitura de Niterói. A Fase 1 está agendada para ser realizada no final de janeiro e contemplará os profissionais de saúde da instituição. A UFF também acertou com a Prefeitura a disponibilização de um posto de vacinação dentro do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP), que terão vacinados todos os profissionais que lá trabalham, independente de onde residam.

No final de fevereiro, está programada para iniciar a Fase 2, que atenderá a todos os profissionais de educação, servidores docentes e técnicos-administrativos. Serão ministradas duas doses da vacina do Instituto Butantã, conforme calendário da Prefeitura. Desta forma, se tudo correr como o planejado, todos os profissionais do HUAP estarão vacinados em março e todos os profissionais de educação da UFF em abril. A expectativa é de ampliação nos meses seguintes para toda a comunidade acadêmica.

Essas ações se referem às providências das administrações da UFF e da Prefeitura de Niterói para adiantar o máximo possível o cronograma, tendo em vista a urgência da aplicação da vacina na população. Assim, a UFF dedicou todos os esforços possíveis e está pronta para executar o calendário proposto com rapidez e segurança sanitária.

O reitor também colocou à  disposição da Prefeitura de Niterói toda a infraestrutura (freezers, espaços adequados etc) e equipes (profissionais de saúde) para contribuir com a realização da vacinação da população contra o coronavírus.

Além disso, Antônio Claudio ofereceu os Campi da Universidade para serem utilizados como postos de vacinação, não somente para a comunidade acadêmica, mas também para facilitar o acesso de toda a população, inclusive com possibilidade de funcionamento como Drive-thru em espaços amplos como ocorre no Campus do Gragoatá.

Cabe ressaltar ainda que a vacinação da população é uma atribuição primordial do governo federal do Brasil, que deve estipular as datas e logística do plano de imunização nacional. Entretanto, dadas as incertezas e a extrema urgência da situação sanitária, as ações da Prefeitura de Niterói e da UFF visam oferecer agilidade e sistema de distribuição local para imunizar o mais breve possível a população.

Notícias Relacionadas